19 de Agosto de 2008 / às 06:30 / em 9 anos

Após preliminar dos 200m feminino, segue disputa Jamaica x EUA

Por Mitch Phillips

<p>Muna Lee, dos Estados Unidos, compete em sua bateria eliminat&oacute;ria nos 200 metros, no est&aacute;dio Ninho do P&aacute;ssaro, em Pequim. Photo by Mike Blake</p>

PEQUIM (Reuters) - A mais recente edição do duelo de velocistas entre Jamaica e Estados Unidos aconteceu na primeira fase dos 200 metros feminino, terça-feira, com a americana Muna Lee liderando a classificatória em outra clara e quente manhã em Pequim.

A Jamaica levou os dois títulos nos 100 metros, incluindo uma vitória tranquila no feminino, e Usain Bolt é o grande favorito para completar uma dobradinha (vencer nos 100m e nos 200m) no masculino.

A última Olimpíada em que os Estados Unidos competiram e deixaram de ganhar ao menos uma das provas mais velozes foi em 1976.

Defendendo o título, Verônica Campbell-Brown, revigorada depois de perder a seleção para os 100m e mais rápida do mundo neste ano, avançou nos 200 metros com as compatriotas jamaicanas Sherone Simpson e Kerron Stewart, que dividiram a prata nos 100m.

A norte-americana Allyson Felix, segundo atrás de Campbell-Brown em Atenas-2004, mas que virou o jogo no Mundial do ano passado, é novamente cotada como sua principal rival.

Ela classificou-se junto a Marshevet Hooker e Lee, que liderou as eliminatórias com 22s71.

“É ótimo, fiquei sentada, assistindo todo mundo, é bom seguir em frente”, disse Felix.

“Finalmente fiquei feliz com minha volta. Consegui botar pra fora todo o esforço possível.”

A segunda rodada eliminatória acontece na quarta-feira, com as semifinais na quarta e a final, na quinta.

A brasileira Evelyn dos Santos avançou para a segunda rodada com o tempo de 23s43 na primeira rodada.

Houve uma surpresa no salto em distância, quando a portuguesa campeã mundial indoor, Naide Gomes, cuja marca de 7,12 metros é a melhor desta temporada, marcou apenas 6,29 metros, depois de duas faltas, ficando fora da final de sexta-feira.

“Eu perdi um pouco a confiança e senti muito a pressão”, disse a saltadora.

Brittney Reese, dos Estados Unidos, liderou a qualificação com 6,87 metros. Carolina Kluft, que perdeu a vaga na final do salto triplo depois de optar por não defender seu título no heptatlo, avançou para a outra fase.

“Não consegui a velocidade que eu queria, fiz um salto de segurança”, disse a sueca.

“Na final, espero quebrar minha marca de 6,97 metros e ver onde ela pode me levar.”

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below