31 de Julho de 2008 / às 00:04 / 9 anos atrás

Corte arbitral decidirá entrave entre clubes e Fifa sobre Pequim

Por Mark Ledsom

<p>A Fifa exigiu que os clubes liberem todos os jogadores menores de 23 anos que forem convocados por suas sele&ccedil;&otilde;es para a Olimp&iacute;ada de Pequim, apesar de casos como o do Werder Bremen, que reclamou da convoca&ccedil;&atilde;o do meia Diego (centro), . Photo by Pablo Sanchez</p>

BERNA, Suíça (Reuters) - A Corte Arbitral do Esporte (CAS, na sigla em inglês) será responsável por dar a última palavra a respeito da disputa entre os clubes de futebol e a Fifa sobre a liberação de jogadores para os Jogos Olímpicos de Pequim.

A mais alta instância da Justiça desportiva mundial informou nesta quarta-feira que recebeu queixas formais dos clubes alemães Werder Bremen e Schalke 04 contra a decisão de Fifa de obrigar a liberação dos brasileiros Diego e Rafinha, respectivamente.

O membro do Comitê de Situação de Jogadores da Fifa Slim Aloulou foi escolhido como juiz único do caso pela federação internacional e determinou que os jogadores sub-23 deverão ser obrigatoriamente liberados para os Jogos, segundo comunicado divulgado também nesta quarta-feira.

Os dois clubes alemães, entretanto, argumentam que não seriam obrigados a liberar os jogadores para a Olimpíada porque o torneio olímpico de futebol não consta no calendário internacional da Fifa.

“Schalke 04 e Werder Bremen apresentaram ambos uma nova queixa à CAS hoje contra a decisão determinada por um único juiz do Comitê de Situação de Jogadores da Fifa”, disse a CAS em comunicado.

“Esses dois casos estão atualmente pendentes na CAS.”

Com o torneio olímpico coincidindo com o início da temporada européia, Schalke e Werder se recusaram a ceder seus jogadores para a seleção brasileira. Diego e Rafinha se apresentaram à equipe à revelia de seus clubes e estão se preparando junto com a seleção brasileira desde a semana passada.

O presidente do Barcelona, Joan Laporta, disse nesta quarta-feira que o clube espanhol também pretendia recorrer à CAS para tentar vetar a participação do atacante argentino Lionel Messi na Olimpíada.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below