11 de Janeiro de 2009 / às 19:46 / em 9 anos

Manchester United vence Chelsea e se aproxima do líder

Por Martyn Herman

LONDRES (Reuters) - O Manchester United goleou o Chelsea por 3 x 0 no Old Trafford neste domingo e se aproximou do líder do Campeonato Inglês, o Liverpool.

Nemanja Vidic abriu o placar para o Manchester com um gol de cabeça no final do primeiro tempo e Wayne Rooney aumentou a vantagem no segundo tempo, com um voleio de curta distância. Dimitar Berbatov completou o placar aos 42 minutos do segundo tempo, levando o Manchester para o terceiro lugar.

O time de Alex Ferguson está agora a cinco pontos do Liverpool e um atrás do próprio Chelsea, que não teve momento algum de brilho na partida. United tem dois jogos ainda por fazer. Enfrenta o Wigan Athletic na quarta-feira e o Bolton Wanderers no sábado. Se vencer ambos, chega à liderança do campeonato, antes do Liverpool enfrentar o Everton na próxima segunda-feira.

A derrota foi a primeira do Chelsea fora de casa nesta temporada na competição e mantém a má performance do técnico Luís Felipe Scolari frente aos principais times do campeonato desde que assumiu o time.

Mais cedo, o Wigan Athletic venceu pela sexta vez em sete jogos pelo campeonato quando Maynor Figueora marcou de cabeça no último minuto da partida contra o Tottenham Hotspur, que está em antepenúltimo lugar na tabela.

O Manchester United sofreu um desfalque antes do jogo começar, com o zagueiro Rio Ferdinand ficando de fora devido à uma contusão nas costas que vai exigir uma visita a um especialista na próxima semana.

No entanto, sua ausência não foi sentida, com o goleiro Edwin van der Sar raramente fazendo uma defesa na partida. Foi o oitavo jogo em que o Manchester não toma um gol.

Um cartão amarelo para Frank Lampard após uma falta que deixou Cristiano Ronaldo mancando deu a senha para um atrapalhado início de uma partida que poderia ser o ponto central da temporada.

O Manchester United pediu pênalti quando Ashley Cole pareceu bloquear o cruzamento com seu braço mas levou meia hora até que o time forçasse Petr Cech a uma defesa quando Berbatov tabelou com Rooney antes de chutar a gol.

O Manchester United começou a aumentar a pressão ao gol do Chelsea logo após o intervalo. John Terry conseguiu bloquear um chute de Park Ji-sung antes de Ronaldo ter um gol de cabeça anulado pelo juiz Howard Webb, que exigiu que o escanteio fosse cobrado novamente - para irritação de Wayne Rooney.

O Chelsea não conseguiu aprender a lição e Giggs levantou a bola novamente, para Berbatov desviar e o zagueiro sérvio Vidic tocar a bola na segunda trave, sem defesa para Cech.

O gol desarrumou o Chelsea e, apesar de Scolari ter colocado Nicolas Anelka em campo para fazer parceria com Didier Drogba no ataque após o intervalo, foi o Manchester quem aumentou o ritmo.

Aos 15 minutos, Ronaldo tocou de calcanhar para Patrice Evra, que cruzou para Rooney aumentar a liderança do Manchester. O time poderia ter marcado em várias outras ocasiões, até que Berbatov fechou o placar, aproveitando falta cobrada por Ronaldo.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below