18 de Janeiro de 2009 / às 14:55 / em 9 anos

Ambicioso, Federer almeja recorde de Sampras

Por Greg Stutchbury

<p>Federer durante sess&atilde;o de treinamento, antes do Aberto da Austr&aacute;lia na semana que vem. O tenista se diz confiante e almeja bater recorde de Sampras. REUTERS/Darren Whiteside</p>

MELBOURNE (Reuters) - A caminho do Aberto da Austrália na semana que vem, Roger Federer se diz aliviado por ter deixado para trás o medo do fracasso.

“No ano passado temi sair na primeira rodada, não conseguia durar cinco sets. Este ano vai ser diferente, me sinto bem melhor”, disse o suíço, que almeja igualar o recorde de Pete Sampras de 14 títulos de Grand Slams.

“Estou mais confiante e mais forte mentalmente.”

Um ano depois de um vírus misterioso desencadear uma série de eventos que destronaram Federer, o atual número dois do mundo volta a Melbourne na segunda-feira determinado a obter seu quarto título.

Esperava-se que Federer arrebatasse seu 13o título de Grand Slam com facilidade em 2008, mas Novak Djokovic, juntamente com o que mais tarde se revelou um surto de febre glandular, provaram que o suíço não era infalível.

Djokovic impediu Federer de completar uma sequência de dez grandes títulos consecutivos pela primeira vez derrotando-o nas quartas-de-final do Aberto da Austrália.

Em seguida, Rafael Nadal tomou o primeiro lugar de Federer. Não satisfeito em humilhar Federer na final do Aberto da França, o espanhol levou o título de Wimbledon e a liderança do ranking, que o suíço deteve durante inéditas 237 semanas.

Depois de encerrar 2008 em alta conseguindo finalmente o 13o título de Grand Slam no Aberto dos EUA, Federer quer manter a sequência de conquistas.

“Chego de uma vitória no Aberto dos EUA e espero manter a forma que mostrei lá nas quadras rápidas aqui da Austrália”, disse ele.

Ele terá a companhia do número um Nadal, do campeão Djokovic e de Andy Murray, quarto cabeça-de-chave em boa forma.

Nadal se preparou discretamente para o evento, concentrando-se nos treinos depois da eliminação nas quartas-de-final em Doha.

Depois de se ausentar do final da temporada de 2008 com uma tendinite no joelho direito, Nadal chega a Melbourne depois de disputar somente três partidas importantes em dois meses e meio.

Mas seu mentor Carlos Moya disse que Nadal não será prejudicado pela falta de prática.

“Acho que ele provou no ano passado que pode jogar bem, mesmo sem disputar muitas partidas”, disse Moya. “Ele vai estar pronto.”

“Ele teve um ano inacreditável em 2008 e está muito motivado, então ele obviamente é um dos principais nomes disputando o título.”

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below