12 de Março de 2009 / às 10:44 / em 9 anos

Ronaldo brilha de novo e diz que é cedo para pensar em seleção

Por Tatiana Ramil

<p>O atacante Ronaldo marcou na noite de quarta-feira seu segundo gol com a camisa do Corinthians, o primeiro diante da torcida em S&atilde;o Paulo, ap&oacute;s pouco mais de 130 minutos em campo em tr&ecirc;s partidas. REUTERS/Paulo Whitaker (BRASIL)</p>

SÃO PAULO (Reuters) - O atacante Ronaldo marcou na noite de quarta-feira seu segundo gol com a camisa do Corinthians, o primeiro diante da torcida em São Paulo, após pouco mais de 130 minutos em campo em três partidas. O jogador, porém, prefere conter a empolgação com o retorno aos gramados e diz que é cedo para pensar em seleção brasileira.

Ronaldo garantiu a vitória do Corinthians contra o São Caetano por 2 x 1, pelo Campeonato Paulista, com um bonito chute de primeira, três dias depois de empatar o clássico com o Palmeiras no último minuto.

“Está dando tudo muito certo, estou feliz, mas temos que melhorar algumas coisas. Vão acontecer momentos difíceis, o importante é ter os pés no chão”, disse Ronaldo em entrevista coletiva após o jogo em que foi substituído aos 30 minutos do segundo tempo.

Questionado sobre um possível retorno à seleção brasileira, o maior artilheiro de Copas do Mundo tentou encerrar um mal-estar criado quando insinuou, um dia após a partida contra o Palmeiras, ter seu nome vetado na Confederação Brasileira de Futebol (CBF).

O presidente da entidade, Ricardo Teixeira, respondeu depois dizendo que o jogador teria vaga na seleção caso fosse o mesmo Ronaldo da Copa do Mundo de 2002, quando o Brasil foi campeão e Ronaldo, artilheiro.

“Que bom que ele disse isso”, afirmou. “Está desfeito o mal-estar, agora depende só de mim.”

Apesar disso, Ronaldo previu que seu retorno “está longe ainda”.

“Tem que melhorar muito, gostaria até de colocar um ponto (neste assunto) por enquanto.”

TITULAR

Ronaldo iniciou o jogo de quarta-feira como titular pela primeira vez no Corinthians. Ele ainda busca sua melhor forma após passar mais de um ano se recuperando de uma grave lesão no joelho esquerdo, sofrida em fevereiro de 2008, quando ele atuava pelo Milan.

As quase 32 mil pessoas que quase lotaram o estádio do Pacaembu -- melhor público do time em casa neste Paulista -- comemoraram muito o gol de Ronaldo, ovacionado desde que seu nome surgiu no placar eletrônico.

A euforia da torcida corinthiana diante do novo ídolo não cedeu nem com o gol do São Caetano, que abriu o placar com Marcelo Batatais aos 21 minutos do segundo tempo. André Santos empatou a partida aos 35 minutos, com um belo chute de fora da área.

Ronaldo marcou aos 5 do segundo tempo, levando os torcedores ao delírio.

“É um momento incrível, a torcida está eufórica. Estrear (no Pacaembu) fazendo gol foi emocionante, ainda mais sendo o gol da vitória”, disse ele sobre o triunfo de virada.

“Lógico que vou perder gol, mas é o lugar que mais domino. Me coloco muito bem e se a bola aparecer a gente tem que saber concluir.”

Logo no início da partida contra o São Caetano, Ronaldo tentou um chute de fora da área e teve uma boa chance na frente do goleiro, mas os dois toques acabaram defendidos. Na terceira tentativa, ele marcou. O atacante ainda tentou algumas tabelas e deu bons passes, apesar de falta de mobilidade. Saiu de campo a 15 minutos do fim da partida, aplaudido de pé pela torcida.

A estreia do atacante pelo time paulista aconteceu na semana passada, com uma atuação discreta diante do Itumbiara . No fim de semana, ele foi decisivo contra o Palmeiras após entrar na segunda etapa. E desta vez mostrou seu grande poder de finalização ao completar de primeira um cruzamento pela direita pouco depois do intervalo.

O técnico do Corinthians, Mano Menezes, sinalizou que pode poupar o atacante de 32 anos em algumas partidas, e Ronaldo concordou que a programação de jogos deve levar em conta não somente o Campeonato Paulista, mas também toda a temporada, que terá o Brasileiro a partir de maio.

O atacante acrescentou que aguentaria jogar os 90 minutos contra o São Caetano porque estava “cadenciando” seu ritmo em campo.

Reportagem adicional de Fabio Murakawa

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below