24 de Junho de 2009 / às 17:02 / em 8 anos

África do Sul se inspira em Mandela antes de jogo com Brasil

Por Mark Gleeson

<p>T&eacute;cnico Joel Santana e sele&ccedil;&atilde;o da &Aacute;frica do Sul visitam o ex-presidente sul-africano Nelson Mandela em Johanesburgo. 24/06/2009 REUTERS/Alexander Joe/Pool</p>

JOHANESBURGO, África do Sul (Reuters) - A seleção da África do Sul buscou inspiração em Nelson Mandela antes do jogo de quinta-feira com o Brasil pela semifinal da Copa das Confederações, ao encontrar o ex-presidente e líder antiapartheid nesta quarta-feira.

“Ficamos impactados quando encontramos o senhor Mandela, uma pessoa extremamente carismática, muito calma. Sua presença e a forma que ele falou conosco nos deixou calmos”, disse o técnico brasileiro da África do Sul, Joel Santana, em entrevista coletiva.

“Enquanto cada jogador o cumprimentava, ele desejava boa sorte. Foi um momento histórico para a gente, encontrar um símbolo mundial tão importante. Foi um momento de muito orgulho para o nosso time”, acrescentou.

Mandela, de 91 anos, tem um histórico de ligação esportiva com a África do Sul, especialmente com o time de rúgbi campeão do mundo em 1995.

Dentro de campo, a seleção sul-africana, em busca de um futebol inspirado no estilo brasileiro para a Copa do Mundo de 2010 que será realizada no país, terá um teste real quando enfrentar o Brasil.

Os anfitriões contrataram dois treinadores brasileiros nos últimos três anos -- Carlos Alberto Parreira e Joel Santana -- e terão uma indicação do nível que conseguiram chegar quando enfrentarem uma embalada seleção brasileira em Johanesburgo.

O técnico Joel Santana, há um ano no comando do time sul-africano, conseguiu superar a desconfiança ao classificar o time para as semifinais da Copa das Confederações, mas ainda não apresentou o futebol empolgante que a torcida espera.

Suas táticas, consideradas defensivas, têm sido criticadas e ele talvez tenha que dar mais liberdade aos jogadores para tentar surpreender na quinta-feira.

“Vou fazer uma ou duas mudanças”, disse Joel a jornalistas. “Será bom enfrentar o Brasil porque será uma experiência boa para os meus jogadores. É um jogo muito difícil, mas será bom na nossa preparação para a Copa do Mundo.”

A seleção brasileira, atual campeã da Copa das Confederações, vive um dos melhores momentos sob o comando do técnico Dunga, após ter goleada a Itália por 3 x 0, no domingo, selando a classificação com 100 por cento de aproveitamento.

“Nunca podemos considerar a vitória garantida, e quando jogarmos contra a África do Sul sabemos que vamos enfrentar um adversário muito duro”, disse o meio-campista Gilberto Silva.

“Eles terão a torcida apoiando e todos querem que eles joguem bem, então nós não vamos subestima-los. Mas estamos jogando bem. O time está equilibrado, os atacantes estão marcando gols e estamos vivendo um momento muito bom aqui.”

O vencedor de quinta-feira enfrentará Espanha ou Estados Unidos na final em Johanesburgo, no domingo, enquanto os perdedores disputarão o terceiro lugar.

Reportagem adicional de Mike Collett

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below