2 de Novembro de 2009 / às 11:47 / em 8 anos

Williams confirma Barrichello e Hulkenberg para 2010

Por Alan Baldwin

<p>Rubens Barrichello durante treino da Brawn GP em Abu Dhabi, outubro de 2008. Barrichello vai come&ccedil;ar um novo cap&iacute;tulo em sua carreira de recordes na F&oacute;rmula 1 no ano que vem como piloto da Williams, ao lado do alem&atilde;o Nico Hulkenberg REUTERS/Caren Firouz</p>

LONDRES (Reuters) - Rubens Barrichello vai começar um novo capítulo em sua carreira de recordes na Fórmula 1 no ano que vem como piloto da Williams, ao lado do alemão Nico Hulkenberg.

“Rubens não precisa de apresentação”, disse o fundador da equipe, Frank Williams, em um comunicado na segunda-feira, anunciando sua formação para 2010.

”Ele não é apenas o piloto mais experiente na Fórmula 1, mas um piloto apaixonado e talentoso que lutou duro no campeonato deste ano.

“Nico Hulkenberg venceu o GP2 dessa temporada como um novato e já venceu anteriormente a F3 Euroseries, a Fórmula Masters, o GP A1 e a Fórmula BMW na Alemanha.”

Hulkenberg também foi o piloto de testes e reserva nesta temporada.

Williams agradeceu ao piloto alemão Nico Rosberg, que deve tomar o lugar de Barrichello junto com Jenson Button na Brawn, e o japonês Kazuki Nakajima.

“Nico e Kazuki representaram... a Williams e nossos parceiros com dedicação, disciplina e habilidade e desejamos a eles todo o sucesso nos seus empreendimentos futuros”, disse.

Nakajima, filho do ex-piloto Satoru, terminou a temporada em Abu Dhabi no domingo com a infeliz marca de ter completado todas as 17 corridas sem ter feito um ponto.

Williams já tinha anunciado que eles estavam trocando para motores Cosworth da Toyota.

Rosberg, filho do piloto finlandês Keke, campeão de 1982, já tinha dito na semana passada que estava saindo depois de quatro temporadas na Williams.

Barrichello, que entrou na Fórmula 1 em 1993 antes Ayrton Senna morrer em Ímola em 1994, será o primeiro piloto vencedor a dirigir na equipe desde o colombiano Juan Pablo Montoya e o alemão Ralf Schumacher em 2004.

A Williams será sua sexta equipe depois da Jordan, Stewart, Ferrari, Honda e Brawn.

Desde 2004 a Williams não ganha nada, mas Barrichello, que já venceu duas corridas com a Brawn nesta temporada, disse no final de semana que esperava vencer no próximo ano.

“Tenho muita esperança de ter um carro competitivo no próximo ano, então é isso o que quero de mim mesmo. Quero continuar vencendo”, disse a jornalistas.

“Todo mundo quer um lugar na Williams porque é uma das melhores equipes lá fora e está crescendo”, acrescentou Barrichello.

Aos 37 anos, Rubinho é o piloto mais experiente da Fórmula 1, com um recorde de 285 corridas em seu nome e 11 vitórias. Ele está no caminho de se tornar o primeiro piloto a ter começado 300 grandes prêmios.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below