21 de Novembro de 2009 / às 16:14 / 8 anos atrás

Mercedes minimiza especulações sobre Schumacher

Por Alan Baldwin

<p>A Mercedes minimizou, sem descartar completamente, especula&ccedil;&otilde;es da imprensa de que o heptacampe&atilde;o Michael Schumacher poderia deixar a aposentadoria para ocupar o lugar que era do atual campe&atilde;o Jenson Button. REUTERS/Denis Balibouse (SWITZERLAND SPORT MOTOR RACING HEADSHOT)</p>

LONDRES (Reuters) - A Mercedes minimizou, sem descartar completamente, especulações da imprensa de que o heptacampeão Michael Schumacher poderia deixar a aposentadoria para ocupar o lugar que era do atual campeão Jenson Button.

“É claro que sempre vai haver especulação enquanto um cockpit estiver vazio”, disse, neste sábado um porta-voz da montadora alemã, que comprou a campeã mundial Brawn.

“E algumas especulações não são nada além de sonhos que não vão se realizar.”

A porta-voz de Schumacher, Sabine Kehm, disse que ficaria surpresa se o alemão voltasse a correr aos 41 anos.

“Michael está aproveitando muito sua vida. Para mim, um retorno seria muito improvável neste momento”, declarou Sabine.

Campeão da temporada, o britânico Button se transferiu para a McLaren, onde ele terá o número 1 estampado em seu carro e como companheiro o também britânico e campeão de 2008, Lewis Hamilton.

A Brawn, que irá correr como Mercedes em 2010, ainda não definiu sua dupla de pilotos, embora o alemão Nico Rosberg já tenha sido anunciado como um deles.

Eddie Jordan, ex-dono de escuderia, levantou os rumores quando disse a rádio BBC que tinha certeza de que Schumacher, que completa 41 anos em janeiro, era uma das opções para substituir Button.

“A possibilidade está sendo ativamente discutida e eu acredito que vá acontecer”, disse Jordan, com quem Schumacher estreou na F1 em 1991.

Schumacher estava decidido a fazer um retorno temporário este ano depois que o brasileiro Felipe Massa, da Ferrari, sofreu um grave acidente, mas o alemão teve de abandonar o plano devido à sua contusão no pescoço.

A contusão, causada por um acidente durante uma corrida de moto, não deve ser um problema quando a próxima temporada da Fórmula 1 começar em março.

Entretanto, o ex-campeão assinou em setembro um novo contrato de três anos como conselheiro da Ferrari, e uma fonte da escuderia italiana negou qualquer conhecimento de uma aproximação da Mercedes.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below