12 de Dezembro de 2009 / às 19:47 / 8 anos atrás

Fãs de Tiger Woods lamentam queda do titã do golfe

Por Pascal Fletcher

MIAMI (Reuters) - Fãs, patrocinadores e colegas golfistas lamentaram neste sábado a situação difícil que vive um dos maiores nomes do esporte, após Tiger Woods ter anunciado que ele fará uma “pausa indeterminada” na sua carreira no golfe profissional, em razão de um escândalo sexual que abalou sua vida e sua carreira.

Enquanto muitos torcedores e a grande maioria de seus patrocinadores comerciais expressaram compreensão em relação à decisão do golfista número um do mundo ficar fora do circuito por um tempo para salvar seu casamento, alguns questionaram a cultura da celebridade que o construiu como um ícone social e esportivo quase inquestionável.

Enquanto o mundo assistia a tudo boquiaberto, a imagem que Woods cultivou cuidadosamente desmoronou nas últimas duas semanas, quando um desfile de mulheres -de garçonetes a estrelas pornô-vieram a público revelar que tinham um caso com o golfista de 33 anos, casado e pai de dois filhos.

Em um comunicado postado em seu website na sexta-feira, Woods - primeiro atleta a amealhar a quantia de 1 bilhão de dólares e tido como uma das mais bem-sucedidas personalidades esportivas do mundo - confessou sua “infidelidade” no casamento, depois de ter admitido “transgressões” anteriormente, de maneira vaga.

Ele pediu perdão para seus fãs, família e os que o apoiam, dizendo que ele deixaria o golfe de lado por um período indefinido “para concentrar minha atenção em ser um marido, pai e pessoa melhor”.

Enquanto comentaristas tentavam estimar o custo de ter Woods fora do circuito profissional norte-americano de golfe e do mercado global e bilionário do esporte, os comentários brotavam em seu site na Internet, muitos deles apoiando o atleta e sua mulher, a sueca Elin Nordegren.

“Tiger, feliz Natal e feliz aniversário. Aproveite sua folga”, dizia um deles, referindo-se ao aniversário de Woods, que complete 34 anos em 30 de dezembro.

Uma outra pessoa, mesmo reconhecendo que Woods “havia saído do bom caminho” ao se comportar dessa maneira, disse que o anúncio “não era o fim do mundo”. “Os patrocinadores vão voltar correndo quando ele resolver os problemas de sua vida pessoal. Tiger é humano. Ele cometeu um erro. Todos nós cometemos”, escreveu outro fã.

“TITÃ DE US$ 1 BI”

Rick Horrow, comentarista esportivo da CNN, disse que o golfe “perde um titã de um bilhão de dólares”.

A ausência de Woods da ribalta pode diminuir violentamente a audiência nas transmissões de golfe - o número de espectadores caiu 50 por cento nos oito meses em que ele esteve fora do circuito entre 2008 e 2009, enquanto se recuperava de uma cirurgia no joelho.

Seus problemas atuais repercutiram muito no mundo do golfe. Na Austrália, o golfista norte-americano John Daly, que já passou por quatro casamentos, aconselhou Woods a “tirar uma folga e juntar os pedaços”.

Foi um pequeno acidente de carro, que aconteceu em 27 de novembro no exterior de sua residência na Flórida, que começou a manchar a persona absoluta e impoluta de Woods, fomentada por patrocínios lucrativos e alimentada pela imprensa e torcedores incondicionais.

As especulações sobre as causas do acidente, que davam conta de que era a reação de sua mulher a um possível caso extraconjugal, rapidamente transformaram-se em um escândalo sexual de grandes proporções, que virou de cabeça para baixo a sua até então inabalável carreira.

Segundo analistas, sua imagem após o incidente e o afastamento do esporte pode ter sido indubitavelmente maculada.

A Procter & Gamble‘s, uma das principais patrocinadoras comerciais de Tiger Woods e dona da marca Gillette, disse neste sábado que vai limitar o papel do golfista em suas campanhas de marketing para ajudar Woods a proteger sua privacidade em meio ao escândalo sexual que envolve seu nome.

“Já que Tiger precisa de um tempo fora da berlinda da opinião pública, nós iremos apoiá-lo nesse seu desejo por privacidade ao limitar sua participação em nossas campanhas de marketing”, afirmou a Gillette em um comunicado.

A AT&T, mesmo declarando seu apoio a Woods e a sua família, disse que está avaliando seu relacionamento com o golfista.

O jornal Sydney Morning Herald noticiou que a fabricante de relógios TAG Heuer determinou que suas lojas na Austrália retirassem pôsteres de propaganda com a imagem de Woods.

“PÉS NO CHÃO”

Alguns fãs comentaram de maneira ácida sobre a maneira como a imagem de Woods foi artificialmente construída para torná-lo um modelo a ser seguido como esportistas e pessoa, que no fim das contas tinha pés de barro.

“Tomara que essa deixe ele com os pés nos chão”, escreveu um comentarista.

Alguns expressavam desapontamento com seu ídolo e não pareciam tão dispostos a perdoá-lo: “Eu acho que agora sabemos porque você queria tanta privacidade. Por causa do interesse DOS FÃS e do dinheiro você conseguiu um bilhão bem tranquilo em frente aos nossos olhos, e agora você quer privacidade!!!”, escreveu outro comentarista no site na Internet de Woods.

No comunicado, Woods disse: “Pode não ser possível reparar todo o estrago que fiz, mas quero tentar fazer o meu melhor.”

Alguns veículos de mídia especularam que Woods e sua família poderiam tentar escapar do furacão midiático em que se envolveram ao fazer um cruzeiro com seu luxuoso iate, ou então mudarem para a Suécia, terra natal de sua esposa.

O impacto incomensurável do escândalo nos Estados Unidos foi tão grande que até uma autoridade do FBI externou sua opinião.

Ao falar diante de uma platéia de empresários sobre corrupção no início desta semana, John Gillies, principal autoridade do FBI em Miami, disse que a conduta de astros do esporte como Woods deixam uma mensagem errada aos jovens, de que a traição é aceitável.

“Para todas as crianças que tinham ele como modelo, é realmente desanimador”, disse Gillies.

Mas Woods não sofrerá nenhum processo criminal. A Polícia da Flórida concluiu a investigação sobre o acidente de Woods ao multá-lo por direção negligente.

Woods sofreu cortes e hematomas em seu rosto após o carro em que estava chocar-se contra um hidrante e uma árvore.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below