27 de Dezembro de 2009 / às 19:35 / em 8 anos

Manchester United e Arsenal vencem e se aproximam do Chelsea

Por Alan Baldwin

<p>Gardner do Hull City desafia Wayne Rooney do Manchester United na estr&eacute;ia de ambos no jogo do Campeonato Ingl&ecirc;s em Hull, no dia 27 de dezembro. Rooney participou de todos os gols do jogo em que o Manchester United venceu o Hull City por 3 a 1. A diferen&ccedil;a do Manchester United para o l&iacute;der do Campeonato Ingl&ecirc;s, o Chelsea, caiu para dois pontos. REUTERS/Nigel Roddis</p>

LONDRES (Reuters) - Wayne Rooney esteve envolvido em todos os gols do jogo em que o Manchester United venceu o ameaçado pelo rebaixamento Hull City por 3 a 1 neste domingo. A diferença do Manchester United para o líder do Campeonato Inglês, o Chelsea, caiu com isso para dois pontos.

A vitória sobre o Hull fez com que os atuais campeões ultrapassassem o Arsenal, que vencera horas antes o quarto colocado, Aston Villa, por 3 a 0. O meia Cesc Fabregas fez dois gols.

No sábado, o Chelsea deixou de marcar pela primeira vez em 34 jogos e ficou no 0 a 0 com Birmingham City.

O Chelsea tem 42 pontos em 19 jogos, o Manchester United tem 40 pontos com o mesmo número de jogos, e o Arsenal tem 38, mas disputou uma partida a menos.

Em Hull, Rooney fez o primeiro gol no fim do primeiro tempo para o Manchester United, mas, num passe errado, permitiu a jogada que resultou num pênalti para o time da casa. Craig Fagan bateu e empatou o jogo no segundo tempo.

Nos 20 minutos finais, Rooney se redimiu com dois passes para gol. No primeiro, Dawson fez contra, e no segundo, Berbatov completou o placar: 3 a 1.

“Ele cometeu um erro no gol do Hull, mas foi o seu único momento ruim no jogo”, disse o técnico do Manchester United, Alex Ferguson. “Mas eu acho que ele foi muito bem no jogo hoje,” afirmou em entrevista à TV Sky Sports.

FABREGAS: GOLS E CONTUSÃO

O Arsenal ocupou por algmas horas o segundo lugar, após Fabregas ter acendido o placar do Emirates Stadium, em Londres. O meia, contudo, deixou o campo mancando pouco antes do fim da partida.

Fabregas entrou no segundo tempo no lugar de Denilson e fez logo o primeiro gol do jogo, de falta, no ângulo. Ele mesmo havia sofrido a infração.

Fabregas marcou o segundo dele e do jogo a dez minutos do final, após passe de Theo Walcott. Após o gol, ele saiu mancando e terminou substituído. Diaby completou o placar de 3 a 0.

O técnico do Arsenal, Arsene Wenger, disse à Sky que Fabregas voltou a sentir o tendão. “A gente sabia que ele não estava em condições perfeitas. Fui eu que decidi colocá-lo no banco. Nós precisávamos. Vamos ver se o nosso arrependimento vai ser longo ou curto.”

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below