14 de Março de 2010 / às 18:23 / 8 anos atrás

Alonso e Ferrari revivem o prazer da vitória

Por Alan Baldwin

<p>Alonso comemora vit&oacute;ria no Barein. Um espumante n&atilde;o-alco&oacute;lico de frutas foi t&atilde;o saboroso quanto champanhe para Fernando Alonso neste domingo, quando o espanhol comemorou uma estreia triunfante na Ferrari e sua primeira vit&oacute;ria desde 2008.14/03/2010.REUTERS/Ahmed Jadallah</p>

MANAMA (Reuters) - Um espumante não-alcoólico de frutas foi tão saboroso quanto champanhe para Fernando Alonso neste domingo, quando o espanhol comemorou uma estreia triunfante na Ferrari e sua primeira vitória desde 2008.

Ainda que uma bebida não-alcoólica seja a recompensa do vencedor no Barein, o bicampeão mundial pode esperar abrir a champanhe verdadeira com mais frequência a partir de agora.

O espanhol só apareceu no pódio uma vez na última temporada, um terceiro lugar em Cingapura com a Renault, enquanto a Ferrari só venceu uma corrida.

Juntos eles comemoraram sua volta ao topo como candidatos ao título, com uma dobradinha que os colocou como favoritos no que tem sido apontado como a temporada mais competitiva em anos.

“É um dia muito especial para mim”, disse Alonso, saboreando pela primeira vez uma sensação que tantos pilotos da Ferrari -- incluindo seu companheiro de equipe Felipe Massa, o segundo colocado -- experimentaram ao longo das décadas.

“Voltar ao topo do pódio é sempre especial, mas acho que é ainda mais com a Ferrari, com toda a história da equipe e todas as expectativas que um piloto tem quando corre pela Ferrari”, acrescentou.

“Não há melhor maneira de começar um relacionamento. Estou na melhor equipe do mundo”, disse Alonso, cujo antecessor Kimi Raikkonen também venceu sua primeira corrida na escuderia italiana em 2007.

“Será muito especial e difícil esquecer hoje.”

PREOCUPAÇÃO COM MOTOR

Com a Renault e a McLaren, Alonso venceu 21 corridas, mas a 22a foi diferente -- mesmo que ele tenha sido beneficiado pelo problema de motor da Red Bull de Sebastian Vettel após este liderar durante mais de dois terços da prova.

Alonso também colheu os frutos da ultrapassagem sobre Massa, que largou ao lado de Vettel, ainda na primeira curva.

Embora a Ferrari tenha trocado os motores dos dois carros antes da corrida por precaução, dado o calor desértico e a volta longa, Alonso disse que mesmo assim se preocupou com a confiabilidade do carro.

“A última volta foi muito longa... você procura evitar as zebras, os barulhos estranhos, tudo enfim, então a volta não acabava nunca”, disse ele.

Apesar da vitória e da comemoração eufórica ao sair do carro, Alonso não tem ilusões sobre o ano que o espera.

“Fomos um pouco melhores do que os outros na primeira corrida, mas acho que o segredo para ser campeão do mundo será o desenvolvimento durante a temporada.”

“Precisamos continuar trabalhando. Isso é só o começo.”

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below