3 de Abril de 2010 / às 13:16 / em 8 anos

Em treino caótico, Webber leva a pole na Malásia; Massa é 21o

Por John O‘Brien

<p>O piloto da Red Bull Mark Webber comemora depois de sess&atilde;o classificat&oacute;ria do Grande Pr&ecirc;mio da Mal&aacute;sia de F&oacute;rmula 1. O australiano conquistou neste s&aacute;bado a pole position depois que uma tempestade tropical colocou alguns de seus maiores rivais no final do grid. 03/04/2010 REUTERS/Bazuki Muhammad</p>

SEPANG, Malásia (Reuters) - O australiano Mark Webber conquistou neste sábado a pole position para o Grande Prêmio da Malásia de Fórmula 1, depois que uma tempestade tropical deixou a sessão classificatória caótica e colocou alguns de seus maiores rivais no final do grid, entre eles o brasileiro Felipe Massa, da Ferrari, que largará em 21o.

Enquanto o australiano conseguiu a terceira pole position seguida da equipe Red Bull, o alemão Nico Rosberg ficou na segunda posição com a Mercedes, pela terceira vez à frente de seu companheiro de equipe, o heptacampeão Michael Schumacher.

Sebastian Vettel, também da Red Bull e pole position no Bahrein e na Austrália, obteve a terceira colocação, com Adrian Sutil, da Force India, em quarto, e Nico Hulkenberg, da Williams, em quinto.

O grande momento da classificação, entretanto, foi o erro de julgamento de McLaren e Ferrari nas condições do tempo na primeira parte da sessão. Assim, a Lotus e a Virgin, que são estreantes, levaram carros para a segunda sessão dos treinos.

Lewis Hamilton, campeão em 2008 pela McLaren, sairá em 20o, atrás de Fernando Alonso e à frente de Massa, ambos da Ferrari, que saíram dos boxes muito tarde na primeira parte do treinamentos, quando a chuva ficou mais forte no circuito de Sepang.

Atual campeão mundial, Jenson Button conseguiu se classificar entre os 17 primeiros, mas não conseguiu ir à terceira sessão após aquaplanar com sua McLaren e parar na caixa de brita.

“Basicamente lemos errado”, afirmou Button. “Pensamos que a primeira tempestade havia passado e que não havia mais chuva chegando, então esperamos. Obviamente foi a coisa errada a se fazer.”

A terceira sessão foi paralisada por 18 minutos devido às condições da pista.

Webber arriscou o uso de pneus intermediários nas duas sessões finais e o risco valeu a pena, pois o piloto conseguiu a pole com uma vantagem de 1s346 sobre Rosberg.

“Foi um treino classificatório bem traiçoeiro para todos, não há dúvidas sobre isso,” disse Webber. “Quando você olha a quantidade de água parada em alguns locais no Q1 e no Q2, apenas tentar fazer uma volta limpa já era um grande desafio.”

Para Alonso, líder do Mundial, o momento da saída dos carros da Ferrari foi completamente equivocado, pois ele foi para a pista nas piores condições, depois que os outros pilotos já tinham feito tempos competitivos no Q1.

“Pensei que não tivesse mais chuva na classificação. Infelizmente choveu e a pista não melhorou nada nos últimos dez minutos, então estávamos no lugar errado, na hora errada. Mas a corrida é amanhã e não hoje, então nos mantemos confiantes,” disse.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below