12 de Abril de 2010 / às 13:43 / em 8 anos

Tiger Woods deixa os holofotes na rodada final do US Masters

AUGUSTA, EUA(Reuters) - A semana que começou com enorme expectativa em torno de Tiger Woods terminou de forma tranquila na noite de domingo para o golfista número 1 do mundo, que acabou ofuscado pela vitória de um rival no US Masters.

<p>Woods tira o chap&eacute;u para os f&atilde;s em Augusta. A semana que come&ccedil;ou com enorme expectativa em torno de Tiger Woods terminou de forma tranquila na noite de domingo para o golfista n&uacute;mero 1 do mundo, que acabou ofuscado pela vit&oacute;ria de um rival no US Masters.11/04/2010.REUTERS/Shaun Best</p>

Woods, o novo bad-boy do golfe após ter admitido uma série de relacionamentos extraconjugais, foi derrotado por um dos mais célebres bons moços do esporte norte-americano, Phil Mickelson, que conquistou seu quarto título major e vestiu pela terceira vez na carreira a Jaqueta Verde de campeão do Masters.

Em sua primeira competição desde a revelação de seus problemas particulares há quase cinco meses, Woods esteve na briga por seu 15o título major até o fim da disputa, mas terminou empatado em quarto lugar.

O resultado não foi bom o bastante para o exigente Woods, que chegou ao campo de Augusta, em Atlanta, esperando conquistar sua quinta Jaqueta Verde.

“Eu queria vencer esse torneio,” disse Woods a repórteres. “Conforme a semana foi passando eu continuava batendo mal na bola. Eu sempre entro nas competições para vencer, mas aqui eu não consegui.”

“Não acertei bem a bola e cometi muitos erros.”

O Masters num dos clubes mais exclusivos do mundo em Augusta foi o primeiro passo do retorno de Woods e a segurança reforçada provou-se bastante eficiente, mantendo o golfista longe da mídia tablóide que tanto o perseguiu pelo escândalo pessoal.

A maior parte do público ficou contente por acompanhar sua volta e as avaliações sobre seu desempenho foram, em geral, positivas. No entanto, não se pode garantir que o mesmo aconteça em seu próximo torneio.

O norte-americano de 34 anos terá muito a considerar e seu retorno agora pode levá-lo a terrenos hostis --seja onde for.

“Vou tirar um tempo agora e reavaliar algumas coisas”, disse Woods.

Apesar da frustração por não ter conquistado o título, Woods poderá se orgulhar de ter conseguido cumprir a promessa de controlar suas emoções --uma das prioridades do golfista numa tentativa de reconquistar fãs e patrocinadores.

Ao contrário das explosões de raiva após erros no passado, dessa vez ele segurou os nervos e mostrou-se firme para reconquistar a confiança do público.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below