6 de Junho de 2010 / às 18:20 / em 7 anos

Amistoso entre Nigéria e Coreia do Norte deixa caos e feridos

Por Javier Leira

JOHANESBURGO (Reuters) - Quatorze pessoas ficaram feridas neste domingo quando torcedores forçaram a entrada para ver o amistoso entre as seleções de Nigéria e Coreia do Norte em um estádio de Johannesburgo, disse a polícia, no primeiro grande revés de segurança do mundial.

Entre os feridos havia duas crianças, relataram testemunhas.

“Os lamentáveis eventos que se produziram na entrada do estádio deixaram 13 feridos leves e um efetivo da força gravemente ferido”, disse Eugene Opperran, do serviço de comunicações da polícia da África do Sul, aos jornalistas.

Os problemas começaram pouco antes do amistoso entre as seleções que se preparam para disputar a Copa do Mundo, quando centenas de pessoas que queriam ingressa no estádio Makhulong, nas cercanias de Johannesburgo, começaram a pressionar as grades.

A polícia os manteve do lado de fora e desse conflito surgiram os feridos.

“Depois destes eventos a polícia conseguiu controlar o local e a calma voltou”, acrescentou.

Uma testemunha da Reuters viu quatro pessoas ensanguentadas, uma delas com uma ferida profunda na cabeça.

“Eu estava tentando entrar e o povo começou a me esmagar”, disse Reuben, um homem de 54 anos com uma ferida profunda em uma perna e que estava acompanhado por sua esposa e sua filha.

“Havia muita gente entrando e foi quando a coisa ficou feia”, acrescentou.

O caos se produziu quando centenas de pessoas dos bairros pobres que rodeiam o estádio chegaram no último momento e receberam ingressos gratuitos para a partida, disse Opperran.

O encontro do domingo era a única possibilidade para os torcedores nigerianos verem sua seleção, já que os ingressos acessíveis para os jogos do Grupo B ante Argentina, Coreia do Sul e Grécia estão todos vendidos, disseram à Reuters vários torcedores que haviam ingressado no estádio antes dos problemas começarem.

A Nigéria venceu a Coreia do Norte por 3 x 1 com gols de Yakubu Aiyegbeni aos 17 minutos, Victor Obinna de pênalti aos 17 do segundo tempo e Obafemi Martins aos 45 minutos da segunda etapa. O único gol norte-coreano foi conferido por Jon Tea-Se aos 16 minutos do segundo tempo, e seu colega Jong Hyok Cha foi expulso aos 22 minutos da segunda etapa.

Quando os habitantes da região souberam que os imigrantes nigerianos podiam entrar de graça, correram com a intenção de presenciar o evento. O incidente ocorreu durante o primeiro tempo da partida e o estádio com capacidade para 10 mil espectadores estava quase lotado.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below