7 de Junho de 2010 / às 17:32 / 8 anos atrás

Kaká marca em goleada do Brasil sobre a Tanzânia por 5 x 1

DAR ES SALAAM, Tanzânia (Reuters) - A seleção brasileira goleou a Tanzânia por 5 x 1 nesta segunda-feira, em sua última partida antes da estreia na Copa do Mundo, num jogo em que o time do técnico Dunga mostrou problemas defensivos no primeiro tempo, principalmente pelo lado esquerdo.

A boa notícia para a torcida brasileira foi o desempenho do meia Kaká, principal estrela do time, que atuou o jogo inteiro e fez algumas de suas arrancadas características, além de marcar um dos gols da vitória brasileira. O jogador do Real Madrid vem de uma temporada complicada, marcada por lesões.

“Me sinto bem, agora só falta me soltar um pouco mais”, disse Kaká após a partida. No amistoso da semana passada, contra o Zimbábue, o meia jogou parte do confronto e teve participação discreta.

Robinho e Ramires, com dois cada, foram os autores dos outros gols do Brasil.

Ocupando apenas a 108a posição no ranking da Fifa, a Tanzânia começou a partida em ritmo acelerado, correndo bastante e se aproveitando dos erros de passe cometidos pelos jogadores brasileiros no meio-campo.

A primeira chance da partida foi da seleção africana. Aos oito minutos, Mgosi fez jogada pela esquerda da defesa brasileira e cruzou na pequena área, mas a zaga colocou para escanteio. No minuto seguinte, a Tanzânia voltou a descer pela esquerda. Ngasa ficou cara-a-cara com Gomes, mas o goleiro brasileiro--que substituiu Júlio César, poupado-- defendeu.

Aos 10 minutos, no entanto, foi o Brasil que abriu o placar. Kaká deu bom passe para Robinho bater cruzado e fazer 1 x 0.

A Tanzânia não se acanhou com o gol brasileiro e seguiu dando trabalho a Gomes. Aos 21, Ngasa chutou forte para defesa do goleiro brasileiro e, no minuto seguinte, Kig chutou por cima do gol. Aos 31, após erro de passe do Brasil na saída de bola, Ngasa ficou de frente para o gol, mas arrematou fraco para defesa de Gomes.

Apesar da pressão do time africano, foram os brasileiros que ampliaram. Michel Bastos cruzou da esquerda, a bola atravessou toda a pequena área da Tanzânia e, depois de quicar no gramado, Robinho completou para o gol.

Após o segundo gol brasileiro, a história do jogo se manteve. A Tanzânia seguiu fazendo Gomes trabalhar, como aos 36, com Shadrak.

Já nos minutos finais do primeiro tempo, aos 40, Kaká, numa jogada característica, partiu com a bola dominada no meio-campo e, já na entrada da área, tocou para Luís Fabiano, que finalizou para a defesa de Mwarami.

Aos 45, um susto. Kaká partiu com a bola no meio-campo e sofreu entrada dura, por trás, de Nizzar. Por sorte, para o Brasil, sem maiores consequências.

“Foi só a pancada mesmo. Mas existe uma preocupação de acontecer alguma coisa mais séria, por isso temos pedido aos jogadores do time deles um pouco mais de tranquilidade”, disse o meia do Real Madrid no intervalo.

DOIS DE RAMIRES

O técnico Dunga fez várias mudanças na equipe para o segundo tempo e o Brasil começou com Luisão, Gilberto, Josué e Ramires nos lugares de Lúcio, Michel Bastos, Gilberto Silva e Felipe Melo.

Com essas mudanças, Maicon teve a primeira boa chance da segunda etapa, mas chutou na rede pelo lado de fora aos 4 minutos. Aos 8, o Brasil ampliou. Josué passou para Ramires arrancar pelo lado esquerdo do meio-campo e fazer o terceiro.

Aos 15, Dunga testou Daniel Alves no meio-campo no lugar de Elano. A alteração facilitou as jogadas de ataque do Brasil pelo lado direito do campo e, aos 30 minutos, Maicon cruzou já dentro da área tanzaniana para Kaká, de peito, marcar o quarto. Logo após o gol, Dunga testou Nilmar no lugar de Luís Fabiano.

Aos 41, Azziz aproveitou levantamento da direita e, de cabeça, superou a defesa brasileira para reduzir a vantagem brasileira.

Já nos acréscimos, entretanto, Ramires completou de cabeça após cruzamento de Daniel Alves e fechou a goleada brasileira.

A seleção brasileira retorna agora para Johanesburgo, onde segue a preparação para a estreia no Mundial contra a Coreia do Norte, no dia 15. O Brasil também enfrentará na primeira fase do Mundial as seleções de Portugal e Costa do Marfim.

Texto de Eduardo Simões

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below