14 de Junho de 2010 / às 18:43 / em 7 anos

Greve de motoristas de ônibus gera revolta em Johanesburgo

Por Peroshni Govender

JOHANESBURGO (Reuters) - Algumas centenas de torcedores foram forçados a permanecer em Johanesburgo nesta segunda-feira após o jogo entre Holanda e Dinamarca, quando motoristas de ônibus entraram em greve sem aviso prévio.

Os motoristas se queixavam de não terem sido devidamente avisados de que teriam que trabalhar mais horas durante a Copa do Mundo.

“Fizemos arranjos alternativos para todos os passageiros depois que os motoristas fizeram uma paralisação ilegal”, disse Lisa Seftel, diretora-executiva de transportes da cidade de Johanesburgo.

Ela disse que as autoridades estão em negociação com os motoristas para evitar uma reincidência.

A greve é um de vários incidentes trabalhistas que vieram à tona durante o Mundial, quando sindicatos tentam obter concessões do governo, que esperava que o evento reforce a unidade nacional.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below