5 de Julho de 2010 / às 21:39 / em 7 anos

Técnico alemão tenta combinar o melhor do futebol europeu

Por Simon Evans

<p>T&eacute;cnico da sele&ccedil;&atilde;o alem&atilde;, Joachim Loew, antes do jogo das quartas de final contra a Argentina. Loew disse ter combinado diversos estilos para encontrar a mistura certa em seu time. 03/07/2010 REUTERS/Ina Fassbender</p>

ERASMIA, África do Sul (Reuters) - O técnico da Alemanha, Joachim Loew, tentou fundir a dedicação alemã com o ritmo inglês, a fluidez espanhola e a defesa italiana para criar um estilo novo e vencedor para sua seleção, disse ele nesta segunda-feira.

A Alemanha enfrenta a Espanha na semifinal de quarta-feira, e Loew reconheceu ter combinado diversos estilos para encontrar a mistura certa em seu time cosmopolita e multiétnico.

“Vi muito futebol internacional, absorvi tudo e aproveitei muitos aspectos”, disse ele aos repórteres.

“Na Inglaterra o ritmo é incrível, é algo a ser copiado. Na Espanha, existe um estilo livre, solto, técnica e habilidade, e você percebe que isso é natural neles”, observou.

“A Itália conquistou o Mundial de 2006 com um jogo defensivo perfeito, mas o esporte evoluiu nos últimos quatro anos. Os times na semifinal têm defesas sólidas, mas é preciso mais do que isso, um estilo de jogo mais versátil”, disse.

A Alemanha impressionou ao combinar uma zaga implacável, que só tomou dois gols em cinco partidas, com um meio-campo fluido e um ataque fulminante que marcou 13 gols até o momento, sendo oito nos dois últimos confrontos com Inglaterra e Argentina.

MUDANçA RADICAL

Loew disse ser difícil comparar seu time com seleções alemãs do passado, dada a mudança radical na maneira como o esporte é jogado agora.

“Não gosto dessas comparações. O time alemão vencedor do campeonato europeu de 1972 supostamente é o melhor do país de todos os tempos, e eles certamente jogavam um futebol fantástico, muito solto”.

“Mas o lado físico, atlético tem um papel cada vez maior, e o futebol como esporte mudou fundamentalmente”.

“Assim como as antigas virtudes alemãs de trabalho duro e força de vontade, eu queria que fôssemos um time que pode se garantir com facilidade, e temos jogadores que são muito bem dotados técnica e fisicamente”, completou.

“Paixão, força de vontade e comprometimento são as pré-condições básicas para sobreviver no futebol internacional nos dias de hoje, mas trabalhamos duro para desenvolver um estilo fluido de futebol”, declarou Loew.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below