11 de Julho de 2010 / às 23:47 / 7 anos atrás

Técnico holandês culpa má sorte por derrota

Por Karolos Grohmann

<p>Wesley Sneijder ap&oacute;s derrota da Holanda para a Espanha na final da Copa do Mundo. REUTERS/Michael Kooren</p>

JOHANESBURGO (Reuters) - O técnico da seleção holandesa, Bert van Marwijk, admitiu que a campeã Espanha foi melhor mas disse que, com um pouco mais de sorte, a Holanda poderia ter ficado com a vitória na final da Copa do Mundo.

O espanhol Andrés Iniesta acabou com as esperanças da Holanda pela terceira vez, após as derrotas nas decisões de 1974 e 1978, ao marcar o gol da vitória de 1 x 0 aos 11 minutos do segundo tempo da prorrogação.

“É muito doloroso, muito triste, mas isso é o esporte”, disse Van Marwijk. “É difícil mas o melhor time ganhou nesta noite.”

Numa final muito disputada, que teve o recorde de 13 cartões amarelos e um vermelho para o holandês John Heitinga, a Holanda teve boas chances, porém duas vezes o meia-atacante Arjen Robben falhou na finalização diante do goleiro Iker Casillas.

“Podíamos sentir desde o início que quem marcasse o primeiro gol, também ganharia a partida. Aquelas chances com Robben poderiam ter significado a vitória, mas infelizmente não tivemos sorte”, afirmou.

“Ninguém esperava que estaríamos aqui, disputando a final, e ficamos muito, muito perto da disputa de pênaltis”, afirmou. “Não tivemos sorte”, repetiu.

A Holanda, que eliminou o Brasil nas quartas de final, havia vencido todos os jogos das eliminatórias e também do Mundial sul-africano até a final contra a Espanha.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below