22 de Agosto de 2010 / às 15:27 / em 7 anos

Gallas é primeiro jogador a defender Chelsea,Arsenal e Tottenham

Por Mike Collett

LONDRES (Reuters) - O francês William Gallas se tornará o primeiro jogador a defender três times rivais de Londres, Chelsea, Arsenal e Tottenham Hotspur, que informou neste domingo em seu site oficial que o jogador assinou um contrato de um ano.

O ex-capitão do Arsenal, que completou 33 anos na terça-feira, foi apenas o 14o jogador a se transferir do Arsenal para o Tottenham em quase um século e ganhará um lugar único no livro dos recordes como o primeiro a disputar competições oficiais vestindo a camisa dos três maiores clubes de Londres.

George Graham jogou pelo Chelsea e Arsenal nas décadas de 1960 e 1970 e também, posteriormente, trocou o Arsenal pelo Tottenham.

Clive Allen defendeu o Tottenham e o Chelsea e, embora tenha assinado com o Arsenal em junho de 1980, partiu dois meses depois para Crystal Palace sem ter disputado uma partida oficial.

Parece apropriado que Gallas, liberado pelo Arsenal no final da última temporada, possa criar outra marca em sua já notável carreira, embora não tenha recebido as mais calorosas boas-vindas em White Hart Lane.

Muitos torcedores do Tottenham detestam qualquer coisa que esteja ligada a seus arquirrivais e ainda amaldiçoam seu capitão Sol Campbell nove anos depois de ele ter se transferido para o Arsenal.

SEM PREOCUPAÇÃO

Harry Redknapp, técnico do Tottenham, não está preocupado com a reação dos fãs e insistiu que a decisão de Gallas de assinar com o clube diz muito sobre o caráter do jogador.

“Não é como se eu tivesse contratado o Estripador de Yorkshire,” disse ele aos repórteres, referindo-se ao assassino serial Peter Sutcliffe. “Ele (Gallas) é um jogador de futebol. Quando sair do Arsenal, ele pode jogar pelo West Hum, quem sabe?”

“Ele chega aqui com um ponto para provar, se quisesse uma vida fácil, ele poderia ter aceito um contrato milionário na Grécia ou em qualquer outro lugar. Ele se colocou sob uma real pressão ao vir para cá e você tem de dar crédito a ele.”

“Não é o caso de ele ter vindo para ganhar um salário milionário. Eu prometo a vocês, ele veio porque queria jogar e assumiu o desafio mais difícil de todos ao vir para o Tottenham.”

Transferências entre os clubes são raras e, na última década, Gallas é somente o quarto jogador a mudar para o Tottenham tendo jogado pelo Arsenal depois de Rohan Ricketts, Jamie O‘Hara e David Bentley.

Não importa o que os torcedores pensam, ele pode ser uma valiosa aquisição para a defesa do Tottenham, que precisa de reforços.

Ledley King, da Inglaterra, tem um problema no joelho há bastante tempo que restringe sua participação, enquanto Jonathan Woodgate está lutando contra uma contusão que pode abreviar sua carreira.

GRANDE JOGADOR

“Acho que Gallas é um grande jogador em transferência livre,” disse Redknapp. “Contratei um bom jogador para manter o Tottenham avançando em vez de regredir.”

Gallas é um leitor inigualável do jogo, que também marca gols e tem muito mais em seu arsenal do que a postura petulante que a maioria lembra, quando se sentou no gramado após o empate em 2 x 2 entre Arsenal e Birmingham City, em fevereiro de 2008.

Ele explicou sua atitude depois, mas Arsene Wenger tirou a braçadeira de capitão dele depois de uma entrevista em que questionou o comprometimento de alguns de seus jogadores.

No Chelsea, Gallas venceu dois Campeonatos Ingleses, mas não conseguiu nenhum título em suas quatro temporadas no Arsenal.

Nascido em Asnieres, nos arredores de Paris, Gallas começou no Caen, jogando sua primeira partida na primeira divisão contra o Racing Lens aos 19 anos, em 1996.

Ele se transferiu para o Olympique de Marselha em 1997 e ficou no time durante quatro temporadas, para depois mudar para o Chelsea, em 2001.

A primeira vez que defendeu a seleção da França foi em 2002, na goleada por 5 x 0 sobre a Eslovênia, e agora já soma 84 partidas pelo time nacional, tendo marcado cinco gols, incluindo o infame gol contra a Irlanda depois que Thierry Henry colocou a mão na bola, em novembro do ano passado, pelas eliminatórias da Copa do Mundo.

Ele fazia parte do time da França que chegou à final da Copa do Mundo de 2006, na Alemanha.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below