3 de Novembro de 2010 / às 19:54 / 7 anos atrás

Massa admite que vai ajudar Alonso no GP Brasil

Por Tatiana Ramil

<p>O piloto da Ferrari Felipe Massa sorri durante entrevista em S&atilde;o Paulo nesta quarta-feira. REUTERS/Nacho Doce</p>

SÃO PAULO (Reuters) - Como em 2007, Felipe Massa está disposto a ajudar seu companheiro de Ferrari na busca pelo título da Fórmula 1. Desta vez, o brasileiro disse que, se possível, vai auxiliar Fernando Alonso em Interlagos.

O espanhol pode conquistar o título da Fórmula 1 no Grande Prêmio do Brasil, no domingo, se vencer a penúltima prova da temporada e o australiano Mark Webber, da Red Bull, não terminar entre os cinco primeiros. Assim, ele ganharia seu terceiro campeonato em São Paulo, como aconteceu em 2005 e 2006, pela equipe Renault.

“Se depender de mim, sou um piloto profissional, ajudaria a equipe a vencer”, disse Massa em entrevista coletiva nesta quarta-feira.

Na verdade, o brasileiro já ajudou Alonso neste ano, no GP da Alemanha, em julho, quando deixou o companheiro passar para vencer a corrida, num ato polêmico que reacendeu a polêmicas sobre as “ordens de equipe” na categoria.

A partir daí, Alonso venceu mais três corridas e tem agora 11 pontos de vantagem sobre Webber na liderança do campeonato.

Para Massa, o espanhol é o favorito, mas ele não descarta que o título vá para a Red Bull. “O campeão vai ser aquele que chegar mais vezes ao pódio, e quem tem mais chances hoje em dia é o Alonso”, resumiu.

Ao contrário da Ferrari, a Red Bull deixou seus dois pilotos, Webber e o alemão Sebastian Vettel (quarto colocado), numa disputa aberta pelo título.

“A Red Bull está disputando (o título) com seus dois pilotos, vejo como normal o que eles estão fazendo”, afirmou Massa sobre a disputa da equipe rival.

TERCEIRA VITÓRIA EM CASA

Apesar de dizer que ajudaria Alonso, como fez há três anos ao deixar o então companheiro Kimi Raikkonen vencer no Brasil e conquistar o título, Massa destacou que seria “sensacional” ganhar pela terceira vez no país, o que o tornaria o brasileiro com o maior número de vitórias em casa.

“Seria um prazer, o GP Brasil sempre foi um sonho para mim. A gente viu como Ayrton (Senna) comemorou a primeira vitória dele aqui. Chegar na Fórmula 1 e vencer em casa é sensacional”, disse o piloto paulista.

“Fiz muitas corridas aqui, adoro a pista, tem subidas, descidas... é uma pista onde tenho um prazer muito grande em dirigir”, acrescentou.

Ganhar em casa seria uma forma de redenção, já que a temporada de 2010 foi ruim para o brasileiro, que não conquistou nenhuma vitória.

“Este ano não foi muito bom, mas vamos tentar acabar o ano de uma maneira competitiva. Trabalhamos para acabar o ano bem e se preparar para o ano que vem”, disse.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below