28 de Janeiro de 2011 / às 12:53 / em 7 anos

Clijsters diz que terá menor participação no tênis após 2011

Por Nick Mulvenney

<p>Kim Clijsters durante jogo contra Vera Zvonareva nas semifinais do Aberto da Austr&aacute;lia. Clijsters disse nesta sexta-feira que 2011 provavelmente ser&aacute; seu &uacute;ltimo ano inteiro no circuito feminino de t&ecirc;nis. 27/01/2011 REUTERS/Yuriko Nakao</p>

MELBOURNE (Reuters) - A tenista belga Kim Clijsters, que enfrenta a chinesa Li Na no final do Aberto da Austrália nesse final de semana, disse nesta sexta-feira que 2011 provavelmente será seu último ano inteiro no circuito feminino de tênis.

A tenista de 27 anos, que retornou depois de ficar afastada por dois anos em 2009, disse no começo do mês que esperava jogar por mais quatro anos, mas na sexta-feira, indicou que seu envolvimento no esporte poderá ser reduzido depois deste ano.

“Eu sei que esse provavelmente será meu último ano inteiro no circuito, e depois veremos”, disse ela. “Sabe, é legal que estou nesta posição de chegar à final, para disputar o título.”

Clijsters, que estará jogando pelo seu quarto título de Grand Slam contra a chinesa Li no sábado, já havia se afastado do esporte em 2007, depois de sofrer uma série de lesões.

Ela retornou em agosto de 2009 e venceu seu segundo Aberto dos EUA, garantindo seu terceiro título em Flushing Meadows no ano passado.

Inspirada por Clijsters, a também belga Justine Henin também retornou da aposentadoria no ano passado, mas a campeã por sete vezes de Grand Slam anunciou pela segunda vez nesta semana que deixou o esporte após uma lesão no cotovelo.

Clijsters, que perdeu para Henin no final do Aberto da Austrália em 2004, disse que aceitou as lesões como parte de um pacote de ser uma atleta de ponta.

“Eu tive lesões antes, então eu sabia que quando eu começasse de novo, poderia fazer parte da segunda carreira também”, disse ela.

“Não pensei só nas coisas boas quando pensei em começar de novo.”

A ex-número um do mundo também deixou claro, no entanto, que sua família -- ela teve uma filha, Jada, durante seus dois anos fora das quadras -- era agora uma prioridade absoluta, e o tênis estava bem atrás em segundo lugar.

Após a vitória de Clijsters sobre Vera Zvonareva nas semifinais de Melbourne na quinta-feira, ela substitui a russa como número dois do mundo.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below