17 de Abril de 2011 / às 19:58 / em 7 anos

Stoke goleia Bolton e chega à final de Copa da Inglaterra

LONDRES (Reuters) - O Stoke City chegou à final da Copa da Inglaterra pela primeira vez quando três gols nos primeiros 30 minutos pavimentaram o caminho para uma estonteante vitória por 5 x 0 sobre o Bolton Wanderers no Estádio Wembley Stadium no domingo.

Os gols de Matthew Etherington aos 11 minutes, Robert Huth seis minutos depois e Kenwyne Jones aos 30 fizeram o treinador do Stoke Tony Pulis pulando de alegria na lateral do campo antes de Jon Walters marcar dois no segundo tempo e colocar o resultado além das dúvidas.

Stoke, que disputou a Copa da Inglaterra pela primeira vez em 1883 e nunca tinha ido além das semifinais, agora vai encarar o Manchester City na final em Wembley no dia 14 de maio, onde mais uma vez tentarão surpreender quem duvidava da equipe.

”Nós estamos acostumados a ser tratados como zebra, e fomos à final, então continuem assim,“ disse Etherington à ESPN. ”Fizemos história hoje. Vamos fazer uma ainda melhor e vencer a decisão.

“As pessoas dizem certas sobre nós mas alguns dos gols que marcamos hoje foram belíssimos. Estamos provando lentamente que elas estavam erradas.”

Stoke, que tem a reputação de ser um time que privilegia o preparo físico e o jogo de bola longa, agora tem a chance de assegurar um lugar na próxima Liga Europa dependendo da colocação do City no campeonato inglês.

Fundado há 148 anos, o Stoke é o segundo clube profissional do país e se tornou o primeiro time a marcar cinco gols numa semifinal de Copa da Inglaterra desde que o Chelsea bateu o Watford em 1970.

FINALIZAÇÕES PRECISAS

Tal como na semifinal de sábado entre Manchester City e Manchester United, um time dominou os primeiros momentos, mas ao contrário do Manchester United que deixou o City se safar, o Stoke fez sua superioridade valer com algumas finalizações precisas.

Etherington, que marcou um golaço contra o Tottenham Hotspur na semana passada, abriu o placar com outro belo gol, acertando o gol de Jussi Jaaskelainen com um chute de 20 metros após um erro de Paul Robinson.

Seis minutos depois, Huth dobrou a vantagem com outro chute de longa distância após a cabeçada de Gary Cahill sobrar para ele.

O Stoke não estava disposto a relaxar e abriu 3 x 0 com apenas trinta minutos, ao aproveitar os espaços no meio-campo do Bolton e a bola chegar a Jermaine Pennant, após passe de Martin Petrov, passou para Jones, que bateu no canto direito de Jaaskelainen, que não teve chance de salvar.

Dois gols de Walters, aos 23 e aos 36 da etapa final, selaram a maior vitória em semifinais desde 1939.

“Todos nos colocaram fora da final antes de o jogo começar ... todos estavam dizendo que o Bolton ia vencer e provamos que estavam todos errados - 5 x 0,” disse Walters à ESPN.

Bolton, que buscava sua primeira final desde 1958, teve as primeiras chances de abrir o placar em Wembley, com Gary Cahill duas vezes perto de marcar antes dos sete minutos, mas qualquer plano que Owen Coyle exigisse de seus jogadores foi totalmente dizimado depois.

O Stoke agora tem a chance de se tornar o primeiro “novo” campeão da Copa da Inglaterra desde o Wimbledon em 1988.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below