28 de Maio de 2011 / às 20:06 / em 6 anos

Nadal pede novo sistema de ranking para poupar tenistas

Por Julien Pretot

PARIS (Reuters) - O tenista número 1 do mundo, Rafael Nadal, pediu às autoridades do tênis que adotem um sistema de classificação de dois anos para preservar a saúde dos jogadores.

Nadal disse que mudar a classificação no ranking não somente protegeria os tenistas do esgotamento, mas também garantiria que os atletas que retornam de longos intervalos contundidos não perderiam tantos pontos no ranking.

“Se queremos carreiras mais longas para os jogadores, acho que precisamos ter um calendário mais curto”, disse o vencedor de nove grand slams a repórteres, depois de massacrar o croata Antonio Veic em parciais de 6-1, 6-3 e 6-0 na terceira rodada de Roland Garros neste sábado.

“Mas para ter uma carreira mais longa (a solução) é ter dois anos para ‘ranquear’, não só um ano.”

Nadal fez a sugestão depois que Novak Djokovic encarou Juan Martin del Potro, vencedor do Aberto dos EUA de 2009, pela terceira rodada. O argentino despencou no ranking, de 5o em janeiro de 2010 para 485o em janeiro de 2011, por ter ficado afastado por quase um ano com uma lesão no pulso. No Aberto da França, Del Potro é o 25 cabeça de chave.

“(Com um sistema de ranking de dois anos) se você parar como 5o do mundo, não será o 6o quando voltar, mas talvez seja o 14o, 15o”, Nadal explicou.

“Mas da maneira que o ranking é feito hoje, isso não acontece. Se você tiver uma contusão por três meses, cinco meses, está acabado.”

Nadal, que aos 24 anos diz que se sente como se estivesse no circuito “há 100 anos”, levantou o assunto no conselho de tenistas da ATP.

“Sei que alguns jogadores estão felizes (com a ideia)”, disse. “Alguns jogadores importantes.”

Dentro do conselho da ATP, Nadal, Roger Federer, Sam Querrey e Fernando Gonzalez representam os 50 primeiros do ranking.

Nadal está ciente de que encurtar o calendário irá criar problemas.

“Há muito interesse pelo tênis”, explicou. “Não dá para dizer ‘bom, você está fora do circuito agora porque precisamos de um calendário mais curto.'”

Entretanto, a partir do ano que vem o calendário masculino terá duas semanas a menos para dar à maioria dos tenistas um descanso de seis semanas.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below