26 de Junho de 2011 / às 18:05 / em 6 anos

Irmãs Williams estão prontas para a segunda semana em Wimbledon

Por Martyn Herman

Serena Williams durante jogo contra Maria Kirilenko, no torneio de Wimbledon, em Londres. Serena e Venus Williams têm grande vantagem sobre as mulheres no 125o torneio de Wimbledon, que entra em sua segunda semana. 25/06/2011 REUTERS/Suzanne Plunkett

LONDRES (Reuters) - Serena e Venus Williams têm grande vantagem sobre as mulheres no 125o torneio de Wimbledon, que entra em sua segunda semana.

Não há surpresa nisso, considerando que as irmãs norte-americanas dominaram a quadra na última década. Desta vez, no entanto, elas foram acompanhadas com um pouco mais de atenção após retornarem em cima da hora de longos períodos de recuperação e com dúvidas sobre suas respectivas condições.

Serena, de 29 anos, passou quase todo o ano, desde que conquistou seu quarto título em Wimbledon, lutando para salvar sua carreira, primeiro ao romper o tendão do pé em um acidente num restaurante em Munique e, depois, mais preocupante, quando coágulos foram encontrados em seu pulmão em fevereiro.

Apesar de demonstrar ter treinado o mínimo e alguns sinais de estar “enferrujada,” a 13 vezes campeã de grand slams passou ilesa pela primeira semana do torneio.

Além disso, há sinais de que seu poder de fogo possa não ser suficiente para bater sua próxima adversária, a francesa Marion Bartoli, vice-campeã de Wimbledon em 2007 e nona colocada no ranking.

Sua vitória sobre Maria Kirilenko no sábado foi a mais enfática neste ano, após jogar os três sets nas duas primeiras rodadas.

”Eu vi um pouco hoje no segundo set. Eu estava como, “onde você esteve?,” disse Williams sobre seu serviço. “Ele estava numa festa ou algo do tipo. Mas ele está de volta.”

“Marion é boa e se move rápido. Ela faz tudo realmente bem. Ela atualmente é muito, mas muito boa na devolução, então tenho que fazer tudo certo e tenho certeza de que estarei sacando bem na segunda-feira.”

MELHOR JOGO

Cinco vezes campeã, Venus também retornou no evento de preparação em Eastbourne depois de cinco meses ausente com um problema no quadril, e terá vingança em sua mente quando enfrentar a búlgara Tsvetana Pironkova na Quadra Central.

Pironkova a venceu nas quartas-de-final da edição passada mas Venus, de 31 anos, promete uma performance muito melhor desta vez.

”Ano passado, infelizmente, eu não joguei bem. Em um nível competitivo, não sei se fui bem. Independentemente de como eu jogo, eu sei que estarei competindo desta vez, disse a 23a colocada no ranking. “Eu estou pronta para fazer meu melhor jogo.”

A russa Maria Sharapova, quinta colocada, é uma das únicas nas oitavas-de-final com títulos de grand slam, junto com a número um Caroline Wozniacki e a tcheca Petra Kvitova. Elas são as principais ameaças às irmãs Williams, que buscam a quinta final “em família” em Wimbledon.

Sharapova encara Peng Shuai, da China, enquanto Wozniacki, que tem feito bom progresso, enfrenta Dominika Cibulkova, da Eslováquia. A oitava colocada Kvitova joga contra a belga Yanina Wickmayer.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below