14 de Julho de 2011 / às 17:08 / em 6 anos

Decisão sobre abertura da Copa não pode ser só política--Agnello

BRASÍLIA (Reuters) - O governador do Distrito Federal, Agnello Queiroz, disse nesta quinta-feira esperar que a decisão sobre o estádio que receberá a partida de abertura da Copa do Mundo de 2014 seja “técnica, não só política”.

Foto de 27 de maio da demolição de parte da arquibancada do estádio Mané Garrincha, em Brasília, que será totalmente refeito para a Copa do Mundo de 2014. REUTERS/Ueslei Marcelino

“Eu acredito que a Fifa tem uma grande responsabilidade. Uma escolha dessas nunca vai ser uma escolha só política, tem que ter um conteúdo técnico importante de segurança”, disse Agnello a jornalistas, após encontro com a presidente Dilma Rousseff.

A reação ocorre após anúncio de que o estádio do Corinthians, que sediará as partidas do Mundial em São Paulo, teve suas garantias financeiras aprovadas pelos organizadores -o último dos 12 estádios-sede a receber tal aprovação.

São Paulo, que esteve ameaçada de ficar fora da Copa depois que as garantias financeiras apresentadas para a reforma do Morumbi foram rejeitadas no ano passado, é a favorita do comitê organizador local para receber a abertura desde que a arena do Corinthians foi indicada pelo comitê paulista para abrigar os jogos da competição na cidade.

Brasília, no entanto, é uma das cidades-sede que disputam o direito de receber a partida inicial do torneio.

Agnello destacou características técnicas do estádio da capital federal, como oferta de estacionamento superior à exigida pela Fifa e infraestrutura hoteleira e de transporte, e que um terço das obras já está concluída.

A previsão para entrega do estádio é dezembro de 2012.

“O importante é dizer que nós estamos prontos para fazer o evento teste um ano antes, mostrar que (Brasília) tem condições ideais para fazer a abertura e poder fazer um ano depois com absoluta segurança o evento principal”, disse Agnello.

A arena do Corinthians, estimada em 800 milhões de reais e que terá capacidade para 65 mil torcedores, não ficará pronta a tempo da Copa dos Confederações, em 2013, evento teste para a Copa.

A decisão oficial será anunciada em outubro, após reunião do comitê-executivo da Fifa que vai definir o calendário do Mundial, incluindo a escolha das cidades que vão receber a abertura e a final da Copa.

O ministro do Esporte, Orlando Silva, voltou a afirmar nesta quinta, em evento no Congresso, que vai propor à Fifa que antecipe a decisão sobre a cidade que vai abrir a Copa do Mundo de 2014.

“Na medida em que São Paulo, Salvador, Belo Horizonte e Brasília já se habilitam junto à Fifa para receber a abertura... eu acredito que seria oportuno que a Fifa antecipasse essa decisão”, afirmou o ministro.

Por Hugo Bachega, com reportagem adicional de Maria Carolina Marcello

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below