21 de Julho de 2011 / às 21:34 / em 6 anos

Ganso segue como 10 do Brasil e volta de Kaká é incerta--fontes

Por Rodrigo Viga Gaier

Ganso disputa lance em jogo do Brasil contra o Equador na Copa América. Segundo fontes, ele deve ser mantido como o camisa 10 da seleção. 13/07/2011. REUTERS/Andres Stapff

RIO DE JANEIRO (Reuters) - Apesar da atuação discreta e da eliminação precoce do Brasil na Copa América, o meia Paulo Henrique Ganso deve continuar como dono da camisa 10 da seleção brasileira, uma vez que a volta de Kaká ao time ainda é incerta, de acordo com fontes da Confederação Brasileira de Futebol (CBF).

O meia, de 21 anos, ocupou a vaga de principal armador do Brasil durante o torneio na Argentina e, mesmo sem ter repetido suas melhores atuações pelo Santos, teve seu rendimento aprovado pelo técnico Mano Menezes.

A avaliação da comissão técnica é que o jogador completou na competição apenas seu quinto jogo pela seleção e evoluiu ao longo do torneio, atingindo seu ápice justamente na eliminação do Brasil para o Paraguai, nas quartas de final, na disputa de pênaltis, de acordo com essas fontes.

“Seria uma burrice enorme tirar o Ganso agora, enfiar ele numa prateleira, e ficar insistindo com um jogador que está aí há 10 anos (Kaká). Se você descobrir que esse jogador não dá para chegar bem na Copa de 2014, vai ter que fazer tudo de novo e não vai ter tempo”, disse uma fonte da seleção à Reuters.

Kaká, que não joga pela seleção desde a eliminação do Brasil na Copa de 2010 na África do Sul, passou a última temporada com seguidos problemas de lesões que o impediram de ter uma sequência pelo Real Madrid. Considerado recuperado, o jogador precisará provar em campo que ainda pode atuar no mesmo nível que fez dele o melhor do mundo em 2007, pelo Milan.

“Para voltar à seleção, o Kaká precisa jogar futebol”, disse outra fonte da CBF, lembrando que o próprio jogador ligou para o técnico Mano Menezes antes da Copa América explicando que não estava em condições de ser convocado, caso estivesse nos planos do treinador. “Acho que o Mano não estava nem pensando no nome dele”, acrescentou.

Na próxima segunda-feira, o treinador convoca a seleção para um amistoso com a Alemanha, no dia 10 de agosto, em Stuttgart. A tendência, de acordo com as fontes, é que a lista tenha mais jogadores que atuam no Brasil, para dar um descanso aos atletas que jogam na Europa e não tiveram férias para disputar a Copa América.

Assim como Ganso, seu companheiro de equipe Neymar também deve ser chamado novamente.

“Ou a gente coloca esse garotos para rodar, ganhar maturidade, sofrer dificuldades, ou vai se chegar num ponto que fica um problema sem solução”, disse uma das fontes.

“O Neymar correspondeu exatamente à expectativa que o Mano tinha e o Ganso fez só um jogo antes da Copa América e mais quatro na competição. Achamos que ele fez progresso. Na visão da comissão técnica amadureceu, mas ainda está aquém do ano passado”, acrescentou.

Segundo essa fonte, as decepções da comissão técnica na Copa América foram os laterais Daniel Alves e André Santos. O primeiro, inclusive, foi barrado por Maicon durante a competição.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below