2 de Agosto de 2011 / às 12:52 / em 6 anos

Minas quer Inglaterra x Brasil na inauguração do Mineirão

Por Mike Collett

BELO HORIZONTE (Reuters) - A Inglaterra deveria ser convidada para enfrentar o Brasil no jogo amistoso de reinauguração do Mineirão, apesar da animosidade do presidente da CBF, Ricardo Teixeira, contra os ingleses, disse à Reuters um representante do governo mineiro.

O Mineirão está passando por uma reforma de 662 milhões de reais para receber a Copa de 2014, e a Inglaterra - que jogou em Belo Horizonte na Copa de 1950 - seria o adversário ideal para a reabertura, na opinião de Sérgio Barroso, secretário de Estado Extraordinário da Copa do Mundo de Minas Gerais.

O estádio já foi o segundo maior do Brasil, chegando a receber um público de 132 mil espectadores. A reforma, com previsão de terminar em dezembro de 2012, vai reduzi-lo a 65 mil lugares, dentro das normas internacionais.

Foi na capital mineira - mas no Estádio Independência, que também está sendo reconstruído com capacidade de 25 mil lugares - que a Inglaterra sofreu uma das maiores zebras da história das Copas, ao perder por 1 x 0 dos EUA em 1950.

“Queremos que a Inglaterra enfrente o Brasil num amistoso na partida inaugural do novo estádio em 8 de fevereiro de 2013, na data reconhecida pela Fifa para amistosos”, disse Barroso.

“Sabemos o que o Ricardo Teixeira disse sobre os ingleses, mas a abertura do novo estádio vai além do que ele disse e da opinião dele sobre a Inglaterra. Estou conversando com ele e vou pedir a ele que convide a Inglaterra para jogar aqui.”

Teixeira, que também é membro do comitê executivo da Fifa, tem acumulado atritos com os ingleses desde que foi citado numa CPI britânica por David Triesman, ex-presidente da federação local. Na ocasião, Teixeira foi acusado de negociar o recebimento de suborno para votar a favor da candidatura inglesa para receber a Copa de 2018, numa disputa que acabou sendo vencida pela Rússia.

Na sexta-feira, depois da apresentação oficial das 12 cidades-sede da Copa de 2014, Teixeira se recusou, aos gritos, a falar com a imprensa inglesa. Questionado pelos motivos, disse: “Porque ela é corrupta.”

A grosseria contra os ingleses foi criticada pelo presidente da Fifa, Joseph Blatter.

Barroso admitiu que nesse ambiente, e diante de outras exigências que cercam o calendário internacional, pode ser difícil convencer a CBF a convidar a Inglaterra para enfrentar o Brasil. Por isso, o secretário já tem um plano B.

“Como todo mundo sabe, uma partida famosíssima aconteceu aqui em Belo Horizonte durante a Copa do Mundo de 1950 (...). Para fechar o ciclo e dar à Inglaterra uma chance de revanche, talvez pudéssemos também convidar os Estados Unidos e a Inglaterra para virem aqui para um amistoso.”

Esse jogo também precisaria, no entanto, do aval do presidente da CBF.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below