17 de Outubro de 2011 / às 11:23 / em 6 anos

Acidente na IndyCar mata piloto britânico Dan Wheldon

(Reuters) - O piloto britânico Dan Wheldon, de 33 anos, morreu no domingo em um grave acidente envolvendo 15 carros durante a prova da categoria IndyCar no autódromo de Las Vegas.

O acidente, que chocou o mundo do automobilismo, aconteceu na 13a.volta da prova de 300 milhas. Logo depois da curva 2 do circuito oval, o carro de Wheldon decolou e bateu na cerca de proteção. A pista ficou cheia de destroços em chamas.

Wheldon, que morava na Flórida, foi levado de helicóptero ao Centro Médico Universitário de Las Vegas, e teve sua morte anunciada duras horas depois.

A corrida foi cancelada e os pilotos voltaram mais tarde para um comovente tributo de cinco voltas. Dario Franchitti, britânico como Wheldon, chorava incontrolavelmente ao ser instalado no carro.

Com o cancelamento da prova, Franchitti ganhou seu terceiro título consecutivo da categoria. O escocês, que conhecia Wheldon desde que este tinha seis anos de idade, disse que o acidente foi causado por “um errinho de alguém”.

“Com cinco voltas eu já via as pessoas começando a fazer loucuras”, afirmou Franchitti, que também foi colega de equipe de Wheldon na Andretti Green Racing.

Figura popular, Wheldon foi campeão da categoria Indy Racing League em 2005, e venceu as tradicionais 500 Milhas de Indianápolis (Indy500) naquele ano e em 2011 - centésimo aniversário do evento.

Wheldon não corria desde a vitória de maio na Indy500. Ele podia conquistar um prêmio de 5 milhões de dólares na prova de Las Vegas, a última da temporada, caso o ganhador da corrida fosse um piloto que não tivesse disputado a temporada inteira.

Embora não fosse tão conhecido na Grã-Bretanha quanto os astros da Fórmula 1, Wheldon podia se considerar um dos mais bem sucedidos pilotos do seu país.

Depois de vencer oito títulos nacionais no kart e de ficar em terceiro lugar no campeonato britânico da Fórmula Ford em 1998, Wheldon se mudou para os Estados Unidos em busca de melhores oportunidades.

Conquistou o título da F2000 em 1999, com seis vitórias, e passou para a IndyCar, onde foi eleito estreante do ano em 2003. Seria campeão em 2005, com seis vitórias pela Andretti Green. Depois correu pelas equipes Panther e Bryan Herta Autosport.

Ele deixa a esposa, Susie, e dois filhos pequenos.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below