9 de Novembro de 2011 / às 13:58 / em 6 anos

Hamilton enfrentará a hora da verdade na corrida de Abu Dhabi

Por Alan Baldwin

Lewis Hamilton, da McLaren, durante sessão de treino para o Grande Prêmio da Índia. O piloto Lewis Hamilton estará diante de sua hora da verdade em Abu Dhabi no fim de semana. 29/10/2011 REUTERS/Adnan Abidi

ABU DHABI (Reuters) - O piloto Lewis Hamilton estará diante de sua hora da verdade em Abu Dhabi no fim de semana.

O campeão mundial de 2008 nunca terminou uma temporada atrás de um companheiro de equipe na McLaren desde que entrou na Fórmula 1 em 2007, mas esse motivo de orgulho para o britânico está prestes a terminar diante dos holofotes da Yas Marina, no domingo.

Jenson Button tem 38 pontos de vantagem sobre seu companheiro Hamilton, com apenas 50 pontos ainda em jogo nas duas últimas corridas do ano, e está a caminho de terminar como vice-campeão geral, atrás do bicampeão mundial, Sebastian Vettel, da Red Bull.

Bater seu companheiro de equipe é o objetivo imediato de todos os pilotos, já que só ele tem exatamente o mesmo equipamento e, portanto, uma verdadeira medida de comparação de desempenho. Mas essa não é a prioridade de Button.

“Seria bom terminar na frente dele no campeonato, mas se eu pudesse conseguir outra vitória isso significaria muito mais para mim este ano”, disse o campeão de 2009 à Reuters após o Grande Prêmio da Índia.

Button obteve três vitórias, ante duas de Hamilton, em um campeonato dominado por Vettel e a Red Bull.

Vettel, de 24 anos, é o grande favorito para igualar o recorde de 14 poles numa temporada, no sábado e, em seguida, completar sua terceira vitória nos três anos de corridas da F1 em Abu Dhabi.

O alemão conquistou o título aqui no ano passado, e já garantido como bicampeonato em 2011, tem apenas boas lembranças da corrida que começa de dia e termina à noite no circuito anti-horário.

Hamilton e Button estiveram ambos no pódio nas duas corridas passadas em Abu Dhabi -- e Button não vê razão para que eles não possam derrubar Vettel do degrau mais alto.

“Muito poucas vezes este ano, especialmente durante as últimas corridas, tenho sido o cara mais próximo de Sebastian quando ele venceu corridas”, disse Button, que venceu este ano no Japão, onde Vettel também tinha ganho nos dois anos anteriores.

“Acho que estamos mais próximos agora do que no ano passado neste momento da temporada. Estamos muito mais fortes no momento do que no ano passado”, acrescentou. “Nós não estamos tão bem quanto os Red Bulls. Mas eles não estão muito à nossa frente. É muito pouco.”

Hamilton começou na pole em Abu Dhabi em 2009 e no ano passado marcou a volta mais rápida em seu caminho para o segundo lugar.

“A Red Bull e Sebastian podem ter conquistado os dois campeonatos (pilotos e construtores), mas eu ainda estou determinado a terminar a temporada em alta. Eu ganhei duas corridas neste ano, e adoraria dobrar isso até o final do ano”, disse Hamilton.

Mark Webber, da Red Bull, vai ficar feliz com apenas uma. O australiano ainda busca sua primeira vitória na temporada, enquanto Fernando Alonso, da Ferrari, quer colocar a escuderia vermelha no pódio de Abu Dhabi pela primeira vez.

O Grande Prêmio do Brasil encerra a temporada da F1 em 27 de novembro.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below