11 de Novembro de 2011 / às 18:29 / em 6 anos

McLaren domina treino livre em Abu Dhabi

Por Alan Baldwin

ABU DHABI (Reuters) - A dupla da McLaren Lewis Hamilton e Jenson Button ditou o ritmo, nesta sexta-feira, nos treinos livres para o GP de Abu Dhabi de Fórmula 1, enquanto o bicampeão Sebastian Vettel bateu.

Vettel, de volta ao circuito onde se tornou no ano passado o mais jovem campeão da história da categoria, saiu da pista na curva faltando mais de meia hora para o fim da segunda sessão do treino livre, realizada sob iluminação artificial.

O piloto da Red Bull, que já é o campeão antecipado de 2011, voltou para a pista quase no final da sessão de 90 minutos, mas não conseguiu impedir Hamilton de marcar o melhor tempo do dia. Button ficou em segundo, num dia de domínio das McLarens.

O tempo de Hamilton, 1min39s586 foi 0,199s mais rápido que Button, que ficou com o melhor tempo no primeiro treino do dia, sob a luz do sol, com 1min40s263.

“Foi um dia realmente muito positivo para mim”, disse Hamilton, que não teve muitos dias bons nas pistas ao longo do ano.

“O carro está bom, nosso ritmo de corrida não é tão ruim e parece que seremos bem competitivos. O carro está bem melhor do que na última corrida.”

A batida de Vettel não foi motivo de preocupação para a equipe, principalmente porque o piloto alemão, de 24 anos, já bateu outras três vezes em treinos de sexta-feira este ano e acabou conquistando a pole position no sábado.

“Acho que entrei muito aberto, então perdi a traseira e não consegui segurar o carro”, disse o bicampeão. “Não danificou muito, só a asa dianteira.”

A Ferrari poderia ter tido mais problemas com Fernando Alonso, outro bicampeão, que saiu na mesma curva e bateu com mais força, porém sem consequências.

O espanhol, que ainda assim terminou com o terceiro tempo, também rodou na pista no primeiro treino do dia, assim como seu companheiro de equipe, Felipe Massa.

Mark Webber, companheiro de Vettel na Red Bull, ficou em segundo pela manhã mas caiu para quinto à tarde.

Alguns nomes pouco familiares também apareceram. Robert Wickens se tornou o primeiro canadense a participar de um fim de semana de GP desde 2006, quando Jacques Villeneuve deixou a

F1.

Os franceses Jean-Eric Vergne e Romain Grosjean foram à pista guiando carros da Toro Rosso e Renault, respectivamente.

Vettel e a Red Bull já confirmaram os títulos de piloto e construtor neste ano, mas o alemão ainda corre atrás de recordes. Ele pode, por exemplo, igualar em Abu Dhabi o recorde de 14 pole positions na mesma temporada, como Nigel Mansell em 1992.

Se ganhar a prova, a penúltima do ano, também continuará com chances de igualar o recorde de 13 vitórias em um só ano, que pertence a Michael Schumacher.

Mas o bicampeão disse não pensar nesses números. “Seria errado dizer que eu quero bater este ou aquele recorde se for possível... Acho que você fracassa se pensar desse jeito”.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below