26 de Novembro de 2011 / às 19:44 / em 6 anos

Bruno Senna comemora 9o lugar e torce por chuva na corrida

Por Tatiana Ramil

Piloto da equipe Renault de Fórmula 1 Bruno Senna após o treino classificatório para o GP do Brasil em Interlagos. 26/11/2011 REUTERS/Sergio Moraes

SÃO PAULO (Reuters) - Ainda em busca de uma vaga no grid da Fórmula 1 em 2012, Bruno Senna comemorou o 9o lugar no treino classificatório deste sábado em Interlagos e acredita ter mais chances de fazer uma boa corrida se o Grande Prêmio do Brasil for disputado sob chuva.

O brasileiro, da equipe Renault, esperava largar na 11a ou 12a colocação, porém conseguiu ficar à frente do Force India de Paul Di Resta e também de Michael Schumacher, da Mercedes.

“Colocar o carro no top 10 foi muito, muito bom. Deu uma aliviada na pressão porque a gente precisa de uma performance convincente para o ano que vem”, disse ele a jornalistas após ser abraçado por vários componentes da equipe e de tirar fotos com torcedores.

“Cada resultado ajuda porque demonstra que a gente tem potencial”, acrescentou o piloto, sobre as negociações para o ano que vem.

Senna torce para que as previsões de chuva para domingo se confirmem. Em pista molhada, ele prevê uma prova mais equilibrada.

“Prefiro a corrida com chuva amanhã. A gente viu que a Force India está mais forte que a gente, o Schumacher está atrás e a gente sabe que esses carros tem uma vantagem de performance, então a gente precisa de uma coisa especial. A chuva é loteria, pode ser contra nós, mas eu aposto que será a favor”, disse.

Sobrinho do tricampeão Ayrton Senna, Bruno está como piloto oficial da Renault desde a metade do ano em substituição a Nick Heidfeld, que ocupava a vaga de Robert Kubica, lesionado.

Kubica não deve disputar as primeiras provas do ano que vem, mas o francês Romain Grosjean aparece como rival de Bruno por uma vaga na equipe.

“A verdade é que eu não tenho as mesmas condições dos outros, comecei muito mais tarde que eles, sem testar”, comentou o brasileiro sobre seu desempenho na atual temporada.

“Se eu tiver a chance no ano que vem de ter um campeonato normal, com teste, com uma equipe boa, aí vai dar para eu poder fazer um julgamento melhor do que eu posso fazer.”

Senna, que no ano passado correu pela inexpressiva Hispania, disse que pela primeira vez está tendo a chance de correr em casa com um carro competitivo.

“Amanhã vou estar no grid com muito mais alegria (do que no ano passado). Retribuir a força da torcida é muito especial para mim e correr em casa pela primeira vez de verdade com um carro de F1, competir mesmo, vai ser um desafio enorme, porque Interlagos é uma pista extremamente difícil”, declarou.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below