4 de Dezembro de 2011 / às 22:19 / em 6 anos

Corinthians conquista o penta brasileiro após morte de Sócrates

Por Pedro Fonseca

Jogadores do Corinthians (de costas) comemoram com a torcida após a conquista do título do pentacampeonato brasileiro no Pacaembu. 04/12/2011 REUTERS/Nacho Doce

RIO DE JANEIRO (Reuters) - O domingo que começou triste para o Corinthians com a morte de seu ídolo Sócrates terminou em festa com a conquista do quinto título brasileiro da história do clube.

Precisando de apenas um empate no clássico com o arquirrival Palmeiras para sagrar-se campeão, o Corinthians empatou por 0 x 0 no último dia do campeonato e chegou aos 71 pontos, dois à frente do segundo colocado Vasco da Gama.

O Vasco, que dependia de uma derrota do Corinthians além de precisar vencer o Flamengo, ficou apenas num empate por 1 x 1 no Engenhão, na 38a e última rodada da competição

Jogadores do Corinthians e Palmeiras brigaram brevemente dentro do campo no estádio Pacaembu nos minutos finais da partida depois que o atacante do Corinthians Jorge Henrique fez brincadeiras com a bola diante do defensor João Vitor, que respondeu com uma falta violenta e foi expulso.

Na discussão generalizada, o zagueiro do Corinthians Leandro Castan também recebeu o cartão vermelho. As duas equipes terminaram com 9 jogadores, porque o chileno Jorge Valdivia, do Palmeiras, e o volante corintiano Wallace já tinham visto o cartão vermelho no decorrer do segundo tempo, em lances separados.

O título do Corinthians - seu primeiro desde a conquista de 2005 liderada pelo atacante argentino Carlos Tevez - podia ter sido alcançado já no domingo passado, mas um gol do Vasco no último minuto deu uma vitória por 2 x 1 contra o Fluminense e levou a disputa para o domingo final da temporada.

Mas, mesmo depois que Diego Souza abriu o marcador para o Vasco aos 30 minutos de jogo contra o Flamengo, o Corinthians praticamente não teve a conquista ameaçada porque soube controlar o jogo contra o Palmeiras, especialmente após o cartão vermelho de Valdivia aos 3 minutos do segundo tempo.

A conquista ficou ainda mais garantida quando o capitão do Flamengo Ronaldinho iniciou a jogada com um lançamento de 40 metros que resultou no gol de Renato Abreu, após passe de Deivid, empatando a partida contra o Vasco, que ainda teve o volante Jumar expulso logo a seguir.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below