19 de Junho de 2012 / às 19:20 / 5 anos atrás

Croácia é multada pela Uefa por gritos racistas de torcedores

Por Justin Palmer

Torcedores da Croácia reagem após o time croata marcar um gol durante a partida contra a Itália, 14 de junho de 2012. REUTERS/Kacper Pempel

VARSÓVIA, 19 Jun (Reuters) - A Federação Croata de Futebol foi multada em 80.000 euros (100.600 dólares) pela Uefa nesta terça-feira por conta de gritos racistas dirigidos ao atacante italiano Mario Balotelli por torcedores croatas na partida pelo Grupo C da Euro 2012, em Poznan, na semana passada.

“A Federação Croata de Futebol (HNS) foi multada em 80.000 euros pelo uso e lançamento de fogos de artifício e por conduta imprópria dos torcedores (gritos racistas e símbolos racistas) no jogo do Grupo C pela UEFA Euro 2012 contra a Itália”, disse o órgão que regula o futebol europeu em um comunicado.

A multa é 20.000 euros menor do que a punição imposta ao atacante da Dinamarca Nicklas Bendtner por exibir a logomarca de uma empresa de apostas em sua cueca ao comemorar um gol na Euro 2012.

A Uuefa disse que a Croácia pode entrar com recurso em até três dias. O país foi eliminado do torneio após a derrota no jogo final da fase de grupo contra a Espanha, na segunda-feira.

A rede Futebol Contra o Racismo na Europa (Fare), que trabalha em estreita colaboração com a Uefa e tem observadores em cada jogo da Euro 2012, disse que entre 300 e 500 torcedores croatas estavam envolvidos na ofensa racista contra Balotelli.

A federação croata condenou o comportamento da torcida, mas havia insistido à Uefa para não punir a equipe.

A Croácia já foi multada duas vezes nos últimos quatro anos por comportamento racista de seus torcedores.

A Uefa os multou em 20.000 francos suíços (20.800 dólares) algumas semanas depois da Euro 2008 por cartazes e comportamentos racistas durante a partida contra a Turquia.

A Fifa multou a federação croata em 30.000 francos suíços poucos meses depois que seus torcedores ofenderam o atacante inglês Emile Heskey durante uma partida das eliminatórias da Copa do Mundo em Zagreb.

O presidente da Uefa, Michel Platini, expressou sua raiva com a Croácia na segunda-feira, dizendo que ele havia falado de suas preocupações sobre o comportamento do torcedor com o presidente e o primeiro-ministro do país dos Balcãs há um ano.

“Eu não gerencio pessoas, mas as pessoas que vêm aos estádios (neste torneio), elas eram muito boas, exceto alguns croatas”, disse Platini a repórteres.

A questão do racismo dominou a preparação para a Euro 2012, cosediada por Polônia e Ucrânia e o maior evento esportivo no leste da Europa desde o fim do comunismo.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below