31 de Julho de 2012 / às 11:03 / em 5 anos

Cielo avança só com 10o tempo e não se vê entre favoritos nos 100m

Por Pedro Fonseca

Cesar Cielo aponta dedo para cima antes de competir na prova de 100 metros livres durante preliminares de natação no Centro Aquático dos Jogos Olímpicos de Londres. 31/07/2012 REUTERS/Jorge Silva

LONDRES, 31 Jul (Reuters) - A meta de Cesar Cielo nos Jogos de Londres é conquistar o bicampeonato olímpico dos 50m livre, mas ele estava confiante em repetir o pódio dos 100m que também conseguiu em Pequim-2008. Estava até se classificar apenas em 10o para as semifinais da prova, nesta terça-feira, sem se sentir bem na água.

Cielo, que detém o recorde mundial da prova (46s91, obtido na era dos maiôs tecnológicos que foram proibidos), terminou apenas em 5o na sua bateria eliminatória, em sua estreia na piscina do Parque Aquático de Londres, e disse que chegou a temer ficar fora dos 16 que passaram para as semifinais.

No fim ele conseguiu se classificar em 10o, com o tempo de 48s67, para as semifinais de mais tarde nesta terça, mas reconheceu que será difícil brigar por uma medalha, especialmente contra os australianos James Magnussen e James Roberts e o francês Yannick Agnel, que já venceu os 200m livre e liderou a França na vitória do revezamento 4x100m livre em Londres.

“Vai ser complicado, essa prova está bem complicada. Tem que fazer 47s, 48s não vai dar para disputar medalha não”, disse Cielo, que em 2012 ainda não conseguiu nadar a distância na casa de 47s --seu melhor tempo no ano, de 48s28, era apenas o 7o do ranking mundial antes dos Jogos Olímpicos.

Bastante aplaudido pelo público ao ser mostrado no telão do Centro Aquático, com o corpo marcado de vermelho pelos tapas que se dá antes de cair na água, o brasileiro ficou decepcionado com o tempo que fez e lamentou não ter tido a chance de nadar a final do revezamento 4x100, no domingo, para já ter estreado na competição antes de sua prova individual.

O Brasil, que poupou Cielo das eliminatórias, acabou ficando fora da final ao registrar apenas o 9o tempo na classificação.

“Me senti um pouco pesado, a primeira nadada é sempre difícil. Eu estava esperando nadar a final do revezamento. Eu não me senti bem, vou ser honesto com vocês, mas espero nadar melhor à noite para conseguir estar na final”, disse Cielo.

O brasileiro, que em 2009 conquistou uma dobradinha nos 50m e nos 100m livre no Mundial de Roma, disse ter ficado surpreso com o desempenho do francês Agnel, que chegou a Londres sem a mesma badalação que os velocistas australianos mas já conquistou duas medalhas de ouro.

“Agnel é o meu favorito, acho que ele é quem vai ganhar a medalha de ouro nos 100m livre. Ele ganhou os 200m na última noite, nadou bem no revezamento. Ele é jovem, está motivado, vai ser difícil pará-lo”, afirmou.

Quanto a Magnussen, o australiano que tem o melhor tempo do ano na prova mas que não nadou bem no revezamento em que a Austrália terminou surpreendentemente fora do pódio, o brasileiro disse que ainda o vê como candidato à vitória.

“Ainda coloco o Magnussen como um dos favorito aos 100m livre, acho que foi um erro de trajeto, não foi um erro completo”, disse.

A prova dos 50m livre, em que Cielo é bicampeão mundial além de atual campeão olímpico, começa na quinta-feira, com as eliminatórias e as semifinais. A disputa de medalha será na sexta.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below