28 de Novembro de 2012 / às 21:00 / em 5 anos

Fifa se preocupa com segurança; ministro diz que país está atento

Por Tatiana Ramil

SÃO PAULO (Reuters) - O secretário-geral da Fifa, Jérôme Valcke, demonstrou preocupação com a segurança no Brasil nesta quarta-feira, enquanto crescem os índices de violência em várias capitais, principalmente em São Paulo.

O ministro do Esporte, Aldo Rebelo, no entanto, afirmou que o país está preparado para combater o problema. Valcke e Rebelo participaram em São Paulo nesta quarta-feira da última reunião do ano sobre a Copa do Mundo de 2014.

“O que eu posso dizer é que hoje de manhã, quando tivemos nossa reunião (com autoridades paulistas) foi uma das perguntas que fiz, sobre segurança (nas ruas) e aeroportos”, disse Valcke em entrevista coletiva.

“A segurança é uma questão-chave… claro que é uma questão do governo e temos todo o comprometimento do governo de como vai tratar a segurança”, completou.

Valcke destacou que na Copa do Mundo de 2010, na África do Sul, também havia um alarme com relação à violência no país, mas que tudo correu bem.

“Nada aconteceu e claro que o governo brasileiro vai cuidar, (a questão) está no topo da agenda não só do ministro do Esporte, mas da presidente Dilma Rousseff, temos certeza disso”, afirmou.

Mesmo não sendo questionado, Aldo Rebelo pediu para fazer esclarecimentos sobre a segurança durante os eventos esportivos a serem realizados no país. “Temos essa questão debatida, não apenas em São Paulo, mas nas principais metrópoles”, afirmou.

Nos últimos dois meses, a região metropolitana de São Paulo viveu uma escalada de violência, com chacinas e assassinatos diários, muitas vezes envolvendo policiais.

“O governo do Estado de São Paulo adotou providências e respostas para essa violência, junto com o governo federal, que se dispôs a ajudar no que for preciso”, declarou o ministro.

“Temos condições de enfrentar essa questão da segurança como item importante para a Copa do Mundo”, completou.

NOVA CHEFIA

Após o encontro em São Paulo, ficaram definidos novos executivos que vão coordenar os trabalhos para a Copa de 2014. Ricardo Trade chefiará o Comitê Organizador Local (COL) e Ron Del Mont comandará o escritório da Fifa no Brasil.

Trade já exercia o cargo de diretor-executivo de operações e competições do COL, função que acumulará provisoriamente. Ele passa a ser o CEO da entidade, sendo o elo direto do presidente do COL, José Maria Marin, com os demais diretores e funcionários.

“Ele continua exercendo a mesma função, não muda nada, foi apenas um reconhecimento ao estupendo trabalho que ele vem realizando há muito tempo”, disse Marin.

Trade tem experiência em vários esportes, tendo trabalhado nos Jogos Pan-Americanos de 2007 e na candidatura do Rio de Janeiro para os Jogos Olímpicos de 2016.

Del Mont, que trabalhou na organização da Copa de 2010, sendo o diretor do escritório da Fifa na África do Sul, assume o cargo de diretor-geral do escritório da entidade no Brasil.

“Acredito que o Ron Del Mont poderá contribuir decisivamente com a sua experiência para a organização da competição em 2014”, disse Valcke.

A próxima reunião de diretoria do COL acontece no dia 31 de janeiro, no Rio de Janeiro.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below