14 de Março de 2013 / às 01:02 / 5 anos atrás

Bergoglio, o novo papa que sofre pelo time de futebol do coração

BUENOS AIRES, 13 Mar (Reuters) - O novo papa, o argentino Jorge Bergoglio, não é alheio à paixão que seus compatriotas têm pelo futebol e é um fervoroso torcedor do San Lorenzo de Almagro, um time que paradoxalmente foi fundado por um sacerdote e cuja equipe é apelidada de “os santos de Boedo”.

Foto de arquivo do cardeal argentino Jorge Bergoglio, eleito novo papa, com o logotipo do time de futebol San Lorenzo, do qual é torcedor. 13/03/2013 REUTERS/San Lorenzo/Divulgação

O sacerdote recebeu seu cartão de sócio há cerca de quatro anos, quando fez uma missa em uma sede desportiva da instituição da capital argentina, que nesta quarta-feira enviou uma felicitação a seu filiado mais famoso.

O San Lorenzo, que tem fama de time sofrido e lutador, foi o primeiro dos cinco grandes clubes do futebol argentino a cair para a série B em 1982, uma tragédia que seus torcedores nunca digeriram.

“Numa oportunidade, ele (Bergoglio) nos disse que nascemos para sofrer, mas subsistimos sempre”, disse à Reuters Oscar Lucchini, arquiteto torcedor do San Lorenzo que entregou pessoalmente o cartão de sócio ao agora novo papa.

O papa Francisco, nome escolhido por Bergoglio para o seu papado, teve uma relação próxima com o clube, segundo relatam seus torcedores, e viveu perto do bairro onde o San Lorenzo tem sua sede.

“Ele diz que sofre pelo San Lorenzo permanentemente”, acrescentou.

Reportagem de Alejandro Lifschitz

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below