25 de Junho de 2013 / às 12:19 / em 4 anos

Espanha nega reportagem sobre "sexo, mentiras e videoteipe"

25 Jun (Reuters) - A Real Federação Espanhola de Futebol emitiu nota oficial negando, nesta terça-feira, reportagem publicada por um site brasileiro que acusa jogadores da seleção da Espanha de terem feito uma festa em Recife com álcool, mulheres e strip-pôquer após uma partida da Copa das Confederações na semana passada.

Jogadores da Espanha posam para foto antes da partida contra o Uruguai pela fase de grupos da Copa das Confederações, na Arena Pernambuco, em Recife. A Real Federação Espanhola de Futebol emitiu nota oficial negando, nesta terça-feira, reportagem publicada por um site brasileiro que acusa jogadores da seleção da Espanha de terem feito uma festa em Recife com álcool, mulheres e strip-pôquer após uma partida da Copa das Confederações na semana passada. A Real Federação Espanhola de Futebol emitiu nota oficial negando, nesta terça-feira, reportagem publicada por um site brasileiro que acusa jogadores da seleção da Espanha de terem feito uma festa em Recife com álcool, mulheres e strip-pôquer após uma partida da Copa das Confederações na semana passada. 16/06/2013. REUTERS/Ricardo Moraes

Os campeões europeus e mundiais disseram que seis jogadores tiveram dinheiro roubado de seus quartos de hotel enquanto a equipe enfrentava o Uruguai, no dia 16, mas o site globoesporte.com contou uma história diferente sobre os fatos, citando funcionários do hotel como fontes, na segunda-feira.

Em uma reportagem com a manchete “Sexo, mentiras e videoteipe: sumiço de euros na noite da Espanha em PE”, o site disse que o roubo foi percebido depois que cinco mulheres deixaram o hotel na manhã seguinte ao jogo, e que alguns incidentes foram flagrados pelas câmeras do local.

“Mentiras são sempre descobertas no fim”, disse o zagueiro do Barça e da Espanha Gerard Piqué, um dos jogadores que teriam sido roubados, à rádio espanhola Cadena Cope, nesta terça-feira.

“Não acho que estão fazendo isso para nos desestabilizar, eles tinham que procurar alguma desculpa”, acrescentou.

A Federação Espanhola de Futebol (RFEF) divulgou um comunicado negando a reportagem que, segundo a entidade, afeta o bom nome da equipe e a reputação e o profissionalismo dos jogadores.

“Seis dos jogadores da seleção foram objeto de um roubo no hotel de concentração em Recife durante o período do jogo Espanha x Uruguai correspondente à Copa das Confederações. Esse fato foi denunciado prontamente para a polícia brasileira”, disse o comunicado.

“A denúncia não envolve quaisquer ataques contra o comitê organizador, nem contra a Fifa, muito menos contra um país como o Brasil, que recebeu a seleção espanhola com os braços abertos. Tal circunstância poderia ter acontecido em qualquer lugar do mundo, incluindo a Espanha”, argumenta a federação na nota.

“Desde então, espalhou-se uma série de calúnias sobre os nossos jogadores, e a RFEF rechaça em sua totalidade e repudia, profundamente, porque fere a honra de seus jogadores, suas famílias e amigos.”

A federação acrescentou que os acontecimentos não vão tirar o foco da equipe para a semifinal contra a Itália, na quinta-feira. A outra semi será entre Brasil x Uruguai, na quarta.

“Este fato... desperta a indignação desta Real Federação, pois apenas pretende prejudicar, gratuitamente, a reputação dos jogadores da seleção espanhola, que tem demonstrado durante muitos anos seu bom trabalho, profissionalismo e exemplo.”

Por Mark Elkington em Madri

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below