3 de Dezembro de 2013 / às 16:48 / 4 anos atrás

Fifa define potes para sorteio e mantém jogos no início da tarde

Por Mike Collett

Troféu da Copa do Mundo da Fifa, exibido em na Cidade do México 12/2/2013. REUTERS/Tomas Bravo

COSTA DO SAUÍPE, 3 Dez (Reuters) - A Fifa vai seguir em frente com sua decisão polêmica de realizar jogos da Copa do Mundo no começo da tarde em cidades quentes, disse o presidente Joseph Blatter nesta terça-feira, quando a entidade que controla o futebol anunciou um processo complexo para o sorteio dos grupos de sexta-feira.

O secretário-geral Jérôme Valcke causou espanto geral ao tentar explicar o funcionamento do sorteio que irá definir as oito chaves do torneio do próximo ano.

“Não é fácil de entendê-lo pela primeira vez, eu concordo com vocês”, disse. “Levei algum tempo para ter certeza de que fiz a explicação correta.”

O pote 1 é composto pelos oito cabeças de chave, que serão colocados um em cada grupo, do A ao H. Os outros potes têm como base critérios geográficos.

Como país-sede, o Brasil já está confirmando como cabeça de chave do Grupo A. A seleção brasileira vai disputar a partida de abertura do Mundial, em São Paulo, no dia 12 de junho.

O pote 2 conterá as cinco equipes africanas -- Costa do Marfim, Gana, Argélia, Nigéria e Camarões, além dos sul-americanos Chile e Equador e uma seleção europeia que sairá do pote 4 em um pré-sorteio.

O pote 3 contará com Japão, Irã, Coreia do Sul, Austrália, Estados Unidos, México, Costa Rica e Honduras, enquanto os nove europeus estarão no pote 4: Bósnia, Croácia, Inglaterra, Grécia, Itália, Holanda, Portugal, Rússia e França.

Valcke revelou que será realizado um pré-sorteio para transferir um dos nove times europeus do pote 4 para o pote 2. Esse time europeu será sorteado contra um dos quatro cabeças de chave da América do Sul, para manter um equilíbrio geográfico nos grupos.

Os quatro cabeças de chave sul-americanos (Brasil, Uruguai, Colômbia e Argentina) vão formar temporariamente o pote X. Os três times não sorteados contra o time europeu do pote 2 vão retornar ao sorteio principal.

SEM BENEFÍCIOS

A localização do cabeça de chave no sorteio irá determinar o quanto o time terá que viajar pelo Brasil, o quinto maior país do mundo em área, não podendo, portanto, ser beneficiado, como no passado.

A equipe cabeça de chave no Grupo H terá uma primeira fase relativamente fácil com jogos em condições mais brandas nas cidades de Belo Horizonte, Rio de Janeiro e São Paulo.

Mas o cabeça de chave no Grupo G vai jogar no calor intenso das cidades nordestinas de Fortaleza, Natal, Salvador ou Recife.

O time que enfrentar o Brasil no jogo de abertura - posição A2 no sorteio - enfrentará um voo de 3.880 quilômetros para Manaus na partida seguinte, antes de um voo de 4.508 km para Recife para o terceiro jogo.

O início dos jogos também pode representar uma ameaça para as chances de uma equipe, dependendo do local, se jogar no úmido norte ou no frio sul.

De 12 de junho até 22 de junho, quando haverá três partidas por dia - o programa muda para quatro por dia de 23 a 26 de junho para a última rodada da primeira fase - as partidas começam às 13h, 16h e 19h, um fuso de três horas a menos em relação à Europa, para maximizar as audiências televisivas naquele continente.

No entanto, os horários mais cedo provocaram desconforto, já que estará muito quente no Nordeste.

Blatter disse no mês passado que a Fifa poderia reconsiderar esse cronograma, mas mudou de ideia na terça-feira. “Nós estamos cravando os horários do pontapé inicial, eles foram decididos. Não há mudança”, afirmou ele a jornalistas.

CAMINHO DO BRASIL

O Brasil, já alocado na posição A1 do sorteio, vai começar a Copa do Mundo em 12 de junho em São Paulo, onde dois operários morreram na semana passada, quando um guindaste caiu sobre parte da Arena Corinthians.

O time anfitrião, em seguida, jogará em Fortaleza antes de terminar a primeira fase em Brasília.

Em um país tão grande, chegou-se a cogitar os planos já usados em outras Copas do Mundo, em que as equipes foram baseadas em uma região em vez de viajar por todo o país, mas os organizadores brasileiros não queriam que a seleção do Brasil jogasse toda a primeira fase em uma região.

Como isso não era politicamente conveniente, a Fifa concordou que cada equipe teria que viajar pelo país, resultando em enormes distâncias percorridas, fora aquelas do Grupo H, onde os locais são relativamente perto.

A equipe que ficar na posição E3, por exemplo, terá a difícil tarefa de jogar no frio de Porto Alegre para em seguida enfrentar o calor tropical de Salvador em seus dois primeiros jogos do grupo.

A menos de 200 dias para a Copa do Mundo, e com estádios, aeroportos e projetos de mobilidade urbana ainda a serem finalizados, os problemas do Brasil pareciam muito distantes do cenário idílico no resort da Costa do Sauípe, na Bahia, onde acontece o sorteio.

Representantes dos oito países campeões do mundo participarão do sorteio, assim como Pelé.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below