20 de Janeiro de 2014 / às 20:44 / em 4 anos

Arena Corinthians está 97% concluída, dizem dirigentes da obra

Por Andrew Downie

SÃO PAULO, 20 Jan (Reuters) - O estádio que sediará o jogo de abertura da Copa do Mundo, em junho, está quase concluído, disseram dirigentes da obra nesta segunda-feira, apesar de os trabalhos ainda não terem sido retomados na cobertura que desabou, matando dois trabalhadores em novembro.

“O estádio está 97 por cento pronto”, disse Andrés Sanchez, ex-presidente do Corinthians que está supervisionando as obras da Arena Corinthians.

“Temos algumas coisas pendentes por causa do acidente, mas temos a liberação e até o fim do mês a peça danificada será removida. Entregaremos o estádio em 15 de abril.”

A Fifa, entidade que controla o futebol mundial, afirmou nesta segunda-feira estar bastante satisfeita com o progresso obtido, embora o secretário-geral Jérôme Valcke tenha observado que o estádio deveria ter ficado pronto no mês passado.

“Nós estamos muito contentes com o que vimos hoje”, acrescentou Valcke. “Muito trabalho foi feito, muito trabalho ainda tem de ser feito no local onde houve o acidente, mas estamos bem confiantes em que tudo está nos trilhos.”

O estádio na zona leste da cidade de São Paulo é um dos espaços mais caros entre as 12 sedes da Copa do Mundo e foi um dos últimos a ser iniciado.

Dois trabalhadores morreram em novembro quando uma grua que colocava parte da cobertura do estádio cedeu. Em consequência, o prazo de entrega foi adiado em quatro meses.

ESTRUTURA

A estrutura que desabou, uma robusta peça de metal tubular de 420 toneladas, ainda está no local onde tombou, apoiada contra um lado da cobertura.

Diante da pergunta sobre como a obra poderia ser considerada 97 por cento pronta quando uma grande parte da cobertura ainda está claramente danificada, o engenheiro-chefe do estádio disse à Reuters que a área afetada é relativamente pequena.

“É uma parte muito pequena”, declarou Frederico Barbosa. “Tudo o mais está feito ou quase feito.”

O atraso na obra do estádio que sediará o jogo de abertura entre Brasil e Croácia, em 12 de junho, é um dos problemas que afetam os preparativos para a realização da primeira Copa do Mundo na América do Sul desde 1978.

Nenhum dos seis estádios que deveriam ter sido concluídos em dezembro ficou pronto no prazo. Outros seis foram completados no ano passado e usados na Copa das Confederações, evento que serviu de teste para o Mundial.

Projetos de transporte público em várias cidades também foram abandonados ou tiveram sua dimensão reduzida e, além disso, há a preocupação de que novos terminais de alguns aeroportos não fiquem prontos a tempo.

Valcke afirmou que somente falará de outros locais dos jogos depois de visitá-los, em sua primeira vinda ao Brasil em 2014.

Ele irá a Cuiabá no fim desta segunda-feira e seguirá para Curitiba na terça-feira. Na quarta-feira estará em Natal, onde participará da cerimônia de inauguração da Arena das Dunas.

Valcke disse que passará uma semana por mês no Brasil até o início da competição.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below