15 de Fevereiro de 2014 / às 16:18 / 4 anos atrás

Técnico da seleção inglesa tem lado desagradável, diz assistente

LONDRES, 15 Fev (Reuters) - O técnico da seleção inglesa Roy Hodgson pode ter um comportamento aparentemente calmo e paciente, mas também tem um lado desagradável, segundo o seu assistente Ray Lewington.

Lewington trabalhou com Hodgson no Fulham antes de segui-lo para o futebol internacional, quando ele substituiu Fabio Capello, em maio de 2012.

“O que você vê é o que Roy é, mas as pessoas ficariam surpresas de ouvir que ele tem um lado desagradável também”, disse Lewington ao site do Crystal Palace (www.cpfc.co.uk), neste sábado.

“Fale com alguns membros do time do Fulham. Eles sabem disso. Não era uma raiva forçada. Quando estava bravo, estava genuinamente bravo, e os jogadores sabiam disso”.

Muitos jogadores da seleção inglesa já falaram sobre a alegria de jogar sob o comando de Hodgson, mas o ex-treinador interino do Palace disse que ele pode ser muito exigente se sentir que os seus padrões não estão sendo atingidos.

“Ele às vezes pode ser difícil porque exige que todo mundo faça o seu melhor”, explicou o ex-meia de Chelsea e Fulham. “Ele tem padrões altos. É muito articulado, charmoso. Ele trabalha do jeito dele e todo mundo tem que alcançar esse grau de excelência”.

Hodgson e Lewington vão comandar a Inglaterra na Copa do Mundo do Brasil, em junho. A Inglaterra está no Grupo D juntamente com Itália, Uruguai e Costa Rica.

(Reportagem de Tom Hayward)

Edição de Alexandre Caverni

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below