May 23, 2014 / 9:49 PM / 4 years ago

Rússia diz que completará retirada de tropas da fronteira com Ucrânia "em dias"

MOSCOU (Reuters) - A Rússia irá retirar todas as forças que mobilizou em regiões perto da sua fronteira com a Ucrânia “dentro de alguns dias”, disse o vice-ministro da Defesa, Anatoly Antonov, nesta sexta-feira, um gesto que, se levado a cabo, pode aliviar as tensões às vésperas da eleição presidencial ucraniana no domingo.

Moscou concentrou dezenas de milhares de soldados ao longo da divisa com o leste da Ucrânia, onde separatistas pró-Rússia declararam dois Estados independentes. Os Estados Unidos disseram que uma força russa “muito grande e muito capacitada” continuava na área nesta sexta-feira.

Kiev e seus aliados ocidentais veem as tropas russas como potencial força invasora caso Moscou decida apoiar os rebeldes abertamente, alimentando tensões pré-eleição. Os EUA e a União Europeia esperam que a votação fortaleça o combativo governo central.

Questionado se a Rússia irá atender aos pedidos ocidentais de retirada das suas tropas da fronteira com a Ucrânia, Antonov declarou à Reuters: “Eles verão – 100 por cento... deixaremos menos que nada para trás”.

Os Estados Unidos disseram que ainda não estão convencidos.

O Pentágono afirmou ter visto unidades militares russas se retirando da fronteira em pequena escala, mas que era muito cedo para dizer se esse movimento representava um recuo mais amplo ordenado pelo presidente russo, Vladimir Putin.

“Nós temos realmente visto o movimento de algumas unidades se distanciando da região de fronteira, aparentemente de volta às suas bases. Mas não é em grande número neste momento”, disse o contra-almirante John Kirby, porta-voz do Pentágono.

A porta-voz do Departamento de Estado norte-americano, Marie Harf, disse que “é cedo demais para saber onde ou quantas destas forças estão de fato partindo de vez”.

“E independentemente disso... a força que permanece na fronteira é muito grande e muito capacitada, e mantém uma posição e postura muito coercitivas”.

Na segunda-feira, o Kremlin disse que Putin ordenou ao ministro da Defesa que enviasse as tropas que participaram de exercícios militares nas províncias de Rostov, Belgorod e Bryansk, fronteiriças à Ucrânia, de volta às suas bases permanentes.

Antonov afirmou nesta sexta-feira que até agora a Rússia retirou 20 aviões de transporte e 20 trens com pessoal e equipamento militar das três províncias, e que uma retirada completa das forças será finalizada “dentro de alguns dias”.

Mais tarde, uma fonte do Ministério da Defesa falou a mesma coisa, dizendo que tropas e equipamentos seriam totalmente removidos da área de fronteira em alguns dias, mas acrescentou que levará cerca de 20 dias para que as forças retornem às suas bases permanentes.

A Rússia não informou quantos soldados está retirando do local. Os EUA e a Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan) disseram que Moscou reuniu cerca de 40 mil tropas perto da divisa.

Reportagem adicional de Eric Beech, em Washington

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below