June 9, 2014 / 2:13 PM / 4 years ago

Ataque do Taliban a aeroporto paquistanês deixa 27 mortos

ISLAMABAD (Reuters) - Com mochilas cheias de alimentos e munição, um grupo de militantes do Taliban paquistanês altamente treinados atacou o maior aeroporto do Paquistão, em uma ofensiva que claramente pretendiam que fosse duradoura.

Funeral de membros das forças de segurança paquistanesas mortos durante um ataque ao aeroporto inernacional de Jinnah, em Karachi. 9/06/2014. REUTERS/Athar Hussain

Sete combatentes foram mortos por forças paquistanesas após cinco horas de intenso tiroteio no Aeroporto Internacional de Jinnah, em Karachi. Três morreram após detonarem bombas que carregavam em cintos, num ataque suicida.

O Taliban do Paquistão reivindicou a autoria do atentado afirmando serem uma resposta a ataques aéreos em seus bastiões perto da fronteira do Afeganistão, e afirmou que a missão era sequestrar um avião de passageiros.

“O principal objetivo deste ataque era prejudicar o governo, incluindo sequestrar aviões e destruir instalações estatais”, disse Shahidullah Shahid, um porta-voz do Tailban.

“Este foi apenas um exemplo do que somos capazes e que há mais por vir. O governo deve estar preparado para ataques ainda piores”, acrescentou.

Pelo menos 27 pessoas, incluindo 10 militantes, foram mortos. O ataque aconteceu pouco antes da meia-noite (horário local) de domingo.

Em um ataque semelhante em 2011, militantes tomaram uma base naval em Karachi para vingar a morte do líder da al Qaeda, Osama bin Laden, em uma operação secreta das forças especiais dos Estados Unidos naquele ano.

Vestindo uniformes da Força de Segurança Aeroportuária e armados com fuzis automáticos e lança-granadas, o grupo forçou seu caminho para dentro do aeroporto, após chegar ao terminal de carga em duas minivans.

Um policial sênior disse que os militantes, então, dividiram-se em dois grupos, com um atacando um portão para provocar a dispersão das forças de segurança, enquanto o outro avançou contra o terminal de cargas.

Outro policial sênior, Raja Umar Khattab, disse à Reuters que os militantes, a partir daí, dividiram-se em duplas e avançaram.

“Eles operaram em duplas. É por isso que os corpos foram achados aos pares”, disse ele. “Aparentemente houve um mau planejamento por parte deles. Eles dispararam dois foguetes, mas não acertaram seus alvos.”

O policial acrescentou: “Eles perderam 10 homens, mas não conseguiram causar danos sérios ao aeroporto. Eles não utilizaram coletes suicidas, e sim cintos. É por isso que seus rostos e a parte superior dos corpos não ficaram terrivelmente mutilados.”

O plano era entrar no terminal de passageiros, mas o avanço foi interrompido por uma resistência inesperadamente forte de forças de segurança, incluindo combatentes paramilitares.

Um longo tiroteio seguiu-se à medida que os militantes tomavam posições em volta do terminal de carga. Todos os passageiros foram rapidamente retirados do aeroporto e os voos foram desviados.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below