July 30, 2014 / 11:19 AM / 4 years ago

Exército israelense diz que militantes atacaram dos arredores de escola em Gaza

JERUSALÉM (Reuters) - Os militares israelenses, em uma primeira resposta à morte de 19 palestinos em uma escola administrada pela ONU em Gaza nesta quarta-feira, disseram que militantes próximos à instalação atiraram bombas de morteiro e as forças israelenses foram obrigadas a revidar.

Palestinos coletam restos de corpos em uma escola gerida pela ONU atingida por um ataque terrestre de Israel, em Jebalya, na Faixa de Gaza. 30/07/2014. REUTERS/Mohammed Salem

“Mais cedo nesta manhã, militantes atiraram projéteis de morteiros contra soldados (israelenses) a partir dos arredores da escola da Unrwa ( a agência da ONU para os refugiados palestinos) em Jabalya (um campo de refugiados). Em resposta, os soldados atiraram em direção à origem dos disparos, e nós ainda estamos analisando o incidente”, disse uma porta-voz militar.

Um funcionário da ONU disse que 19 pessoas dentro da escola foram mortas quando cinco projéteis lançados por tanques atingiram o local.

Reportagem de Ari Rabinovitch

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below