August 6, 2014 / 12:57 PM / 4 years ago

Dezoito soldados ucranianos morrem em novos combates com separatistas

KIEV (Reuters) - Novos combates com rebeldes separatistas deixaram 18 soldados ucranianos mortos e 54 feridos, disse um porta-voz dos militares nesta quarta-feira.

Soldados ucranianos em veículo blindado perto da cidade de Nikishinom na região de Donetsk. 04/08/2014 REUTERS/Sergei Karpukhin

O porta-voz, Andriy Lysenko, disse que as forças do governo entraram em confronto com separatistas 25 vezes em áreas do leste da Ucrânia próximas à fronteira russa nas 24 horas anteriores à manhã de quarta-feira, enquanto continuam a avançar contra as posições rebeldes.

As forças ucranianas foram novamente bombardeadas a partir do território russo, disse o porta-voz, enquanto guardas de fronteira próximos à cidade de Luhansk foram submetidos a quatro horas de ataques de morteiros e artilharia.

“Nas últimas 24 horas, 18 membros das Forças Armadas foram mortos em batalha e 54 ficaram feridos”, disse Lysenko a jornalistas, acrescentando que as vítimas participavam de diferentes incidentes no leste.

As tropas do governo têm combatido os rebeldes desde abril no leste da Ucrânia, em um conflito que o Alto Comissariado da ONU para Direitos Humanos diz já ter custado a vida de mais de 1.100 pessoas, entre membros das forças do governo, rebeldes e civis.

As mortes recentes entre as forças do governo sugerem que as vítimas entre os militares de Kiev chegam a 400.

Moradores de Donetsk, principal centro industrial e agora maior reduto dos rebeldes, disseram que aviões ucranianos bombardearam a cidade durante a noite.

Uma moradora, que se identificou apenas pelo primeiro nome como Svetlana, disse: “Foi terrível. Foi o ataque mais forte até agora. As paredes do apartamento tremeram quando (o míssil) atingiu o mercado e a parada de ônibus ao lado.”

Lysenko, ao ser questionado sobre os relatos, negou que aviões ucranianos tenha conduzido ataques aéreos contra a cidade de cerca de 1 milhão de habitantes e disse que o único avião ucraniano próxima a Donetsk foi uma aeronave de comunicação em apoio às tropas em solo.

“As Forças Armadas ucranianas não bombardeiam as cidades de Donetsk e Luhansk ou qualquer outra localidade povoada semelhante”, disse ele.

Reportagem de Natalya Zinets em Kiev e Maria Tsvetkova e Lina Kushch em Donetsk

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below