September 7, 2014 / 3:27 PM / 3 years ago

Confrontos deixam 12 mortos perto da capital líbia Trípoli

BENGHAZI (Reuters) - Confrontos entre grupos rivais armados perto da capital líbia, Trípoli, deixaram ao menos 12 mortos e dez feridos, disse um médico neste domingo.

O país norte-africano está em crise, depois que os ex-rebeldes que ajudaram a derrubar Muamar Gaddafi durante uma revolta apoiada pela Otan, há três anos, passaram a apontar suas armas uns contra os outros, numa tentativa de dominar a política e ficar com parte das reservas de petróleo do país.

Uma aliança entre grupos armados, chamada Operação Amanhecer, principalmente da cidade de Misrata, tomou a capital Trípoli no mês passado, depois de expulsar um grupo rival de Zintan.

Trípoli tem estado, em grande parte, tranquila desde então, mas combatentes da Operação Amanhecer têm tentado capturar a região tribal de Warshefana, ao sudoeste da cidade, segundo moradores. Os warshefana são aliados das forças zintani.

Moradores relataram um forte bombardeio na cidade, no sábado, o que foi confirmado pelo embaixador britânico, Michael Aron.

“A cidade estava tranquila. Famílias estavam passeando à beira-mar ontem à noite. Mas o bombardeio à Warshefana pôde ser ouvido claramente,” tuitou Aron durante uma visita a Trípoli, no sábado.

Um médico do hospital disse que cerca de 12 pessoas morreram e dez ficaram feridas durante um bombardeio às áreas residenciais de Warshefana. Ele também disse que tiros podiam ser ouvidos no domingo, embora não tão pesados quanto no dia anterior.

Reportagem de Ahmed Elumami

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below