September 11, 2014 / 1:29 AM / 4 years ago

Obama diz que não permitirá "porto seguro" aos militantes do Estado Islâmico

WASHINGTON (Reuters) - O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, disse aos norte-americanos nesta quarta-feira que não hesitará em atacar os militantes do Estado Islâmico na Síria e que não permitirá a eles “nenhum porto seguro”.

Obama faz discurso na TV sobra ações contra o Estado Islâmico. REUTERS/Saul Loeb

“Eu tenho deixado claro que vamos caçar terroristas que ameaçam o nosso país onde quer que estejam”, disse Obama em um discurso televisionado nacionalmente.

“Isso significa que eu não hesitarei em tomar medidas contra o ISIL na Síria, assim como no Iraque”, afirmou ele, usando uma sigla para o grupo militante islâmico.

“Este é um princípio fundamental da minha Presidência: se você ameaça os Estados Unidos, você não vai encontrar nenhum porto seguro”, acrescentou Obama.

O Estado Islâmico, que mostrou vídeos com a decapitação de dois jornalistas norte-americanos recentemente, tomou porções gigantescas de territórios do Iraque e da Síria.

Embora autoridades norte-americanas digam que não há uma ameaça iminente de ataques aos Estados Unidos, há fortes temores de que indivíduos ocidentais que foram lutar ao lado do grupo possam retornar às suas terras natais para provocar o caos.

Reportagem de Steve Holland

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below