September 20, 2014 / 6:58 PM / 4 years ago

Aécio diz que quanto mais se investigar Petrobras, mais os petistas ficarão preocupados

(Reuters) - O candidato do PSDB à Presidência da República, Aécio Neves, afirmou neste sábado que quando as investigações sobre denúncias de corrupção na Petrobras forem aprofundadas, “muita gente” do PT ficará preocupada.

“As informações que circulam é que, cada vez mais, chega-se perto da construção, ou da cabeça desse núcleo de corrupção dentro da Petrobras. Essas investigações têm de ser aprofundadas”, afirmou, em visita a Ipatinga (MG).

De acordo com matéria publicada neste sábado pelo jornal Folha de S. Paulo, o ex-diretor da Petrobras Paulo Roberto Costa citou nos depoimentos à Polícia Federal e ao Ministério Público Federal ter conhecimento de irregularidades praticadas na diretoria de Serviços e na divisão internacional durante o período em que integrou a cúpula da estatal, de 2004 a 2012.

Costa fez um acordo de delação premiada para contribuir com a investigação da polícia em troca de redução de sua pena em investigação da operação Lava Jato da PF.

“Se esse diretor Paulo Roberto já está deixando muita gente com dor de cabeça e sem dormir, quando chegarem próximo desse diretor conhecido como Duque acho que muita, mas muita gente, principalmente do PT, vai ter grave insônia”, disse Aécio Neves/

Em seus depoimentos, Costa já citou parlamentares, governadores e um ministro como envolvidos em supostas irregularidades envolvendo a estatal.

MINERAÇÃO E INFRAESTRUTURAO tucano aproveitou a entrevista para criticar o governo da presidente Dilma Rousseff (PT), que tenta a reeleição, por não ter aprovado o marco regulatório da mineração. O projeto, já enviado pelo Executivo ao Congresso, encontra-se parado no Legislativo.

“O marco regulatório da mineração é uma necessidade que, infelizmente, o governo do PT vem adiando ano a ano”, disse. “A presidente Dilma Rousseff não permitiu que sua base de apoio votasse e aprovasse o marco regulatório do setor mineral.”

O novo código foi editado na intenção de modernizar as regras que regem o setor desde a década de 1960, além de definir royalties e novos prazos para que os detentores de direitos sobre as jazidas iniciem a exploração e a produção.

Aécio reafirmou ainda a necessidade de “regras claras” nos diversos setores do governo para criar um ambiente atrativo a investimentos.

“Precisamos ter regras claras que fortaleçam o investimento privado, parceiro essencial ao crescimento da nossa economia, investimentos em infraestrutura, essenciais também à garantia de competitividade de quem produz no Brasil, e também uma simplificação urgente do nosso sistema tributário. São propostas que tenho defendido já há muito tempo”, afirmou.

Por Maria Carolina Marcello em Brasília

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below