December 31, 2014 / 5:58 PM / 3 years ago

Enfermeira britânica com Ebola recebe plasma sanguíneo de sobrevivente

LONDRES (Reuters) - Uma enfermeira britânica diagnosticada com Ebola no início desta semana está sendo tratada com plasma sanguíneo de um sobrevivente do vírus e uma droga antiviral experimental, afirmou o hospital de Londres onde ela está internada nesta quarta-feira.

Pauline Cafferkey, uma profissional da saúde que retornou de um centro de tratamento de Ebola em Serra Leoa no domingo, se tornou a primeira pessoa a ser diagnosticada com o vírus mortal em solo britânico depois de reclamar de febre elevada.

“Nós decidimos tratá-la com duas coisas, a primeira das quais é o plasma de um sobrevivente, ou seja, um produto retirado do sangue de outro paciente que se recuperou de Ebola”, disse o doutor Michael Jacobs, do Hospital Royal Free, de Londres.

O plasma, que contém anticorpos para ajudar a combater a doença, foi selecionado a partir de um banco de amostras de toda a Europa que foram doadas por sobreviventes da doença, disse ele a jornalistas, recusando-se a citar o doador específico.

“A segunda coisa que nós estamos dando a ela é uma droga antiviral, é uma droga antiviral experimental”, disse Jacobs. “Ela está bem ciente de que se trata de um tratamento experimental.”

Ele se recusou a identificar a droga experimental que está sendo usada em Cafferkey, mas disse que já havia sido usada para tratar pacientes de Ebola, assim como outras doenças.

Reportagem de William James

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below