January 11, 2015 / 11:59 AM / 4 years ago

Alemanha prende suspeito de integrar Estado Islâmico após ter retornado da Síria

BERLIM (Reuters) - A polícia alemã prendeu um homem que esteve recentemente na Síria e é suspeito de apoiar o grupo insurgente Estado Islâmico, realizando buscas em seu apartamento, disseram promotores federais neste domingo.

O jovem de 24 anos, que possui cidadania alemã, é suspeito de ter se unido ao Estado Islâmico durante sua estadia na Síria, entre outubro de 2013 e novembro de 2014, disse uma porta-voz do procurador-geral federal.

Não há indicações, no entanto, de que o homem identificado como Nils D. tenha planos concretos para um ataque e também não foi estabelecida nenhuma ligação entre ele e os ataques feitos por militantes islâmicos em Paris de 7 a 9 de janeiro, em que 17 pessoas morreram, disse a porta-voz.

A prisão ocorreu no sábado na cidade de Dinslaken.

Assim como outros país europeus, a Alemanha se esforça para impedir a radicalização de jovens muçulmanos, alguns dos quais querem se tornar jihadistas na Síria e no Iraque. As autoridades se preocupam que os combatentes possam retornar desses países para planejar ataques em seus territórios de origem.

Autoridades de inteligência alemãs estimam que ao menos 550 pessoas tenham deixado a Alemanha para a Síria e que cerca de 180 retornaram. Muitos encontram-se sob investigação criminal.

O ataque mortal contra o jornal satírico semanal Charlie Hebdo tem levantado temores sobre atentados contra alvos similares em outros países europeus.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below