January 27, 2015 / 10:54 AM / 4 years ago

Forte nevasca paralisa a maior parte do Nordeste dos EUA

NOVA YORK (Reuters) - Uma forte nevasca caiu sobre o Nordeste dos Estados Unidos e prejudicou cerca de 20 por cento da população do país, já que manteve trabalhadores e estudantes presos em casa, impediu a decolagem de milhares de voos e levou Nova York a proibir o tráfego de veículos e a fechar o metrô.

Turistas carregam bagagem na Times Square, sob neve, em Nova York. 27/01/2015 REUTERS/Adrees Latif

Com a lembrança ainda viva do furacão Sandy, uma supertempestade que causou grande devastação na Costa Leste em 2012, os governadores de seis Estados da região declararam situação de emergência. A tempestade poderia afetar até 60 milhões de pessoas em quase uma dúzia de Estados.

O Serviço Meteorológico Nacional (NWS, na sigla em inglês) alertou para uma “tempestade capaz de causar risco à vida”, que poderia despejar até 75 centímetros de neve em partes da região, à velocidade de até quatro centímetros por hora. Os ventos poderão ter rajadas de até 80 quilômetros por hora na área da cidade de Nova York.

O Serviço Nacional de Meteorologia, em Nova York, disse que cerca de 5,5 centímetros de neve haviam caído no Central Park, em Manhattan, na madrugada desta terça-feira, e que quase 9 centímetros foram registrados em partes de Long Island.

Funcionários do NWS em Boston informaram que nesta terça-feira houve rajadas de vento de até 110 quilômetros por hora no Nantucket Memorial Airport.

“Por favor, fiquem em casa”, disse o governador de Nova Jersey, Chris Christie, aos moradores. Ele também ordenou que apenas os funcionários públicos cujos serviços fossem essenciais comparecessem ao trabalho no Estado de segunda-feira à tarde até quarta-feira, no mínimo.

O governador do Estado de Nova York, Andrew Cuomo, proibiu viagens nas estradas em 13 municípios a partir das 23h (horário local), com exceção dos veículos de emergência, incluindo a cidade de Nova York, o subúrbio de Westchester e Long Island, e ameaçou aplicar multa de 300 dólares para os infratores.

“Se você estiver em seu carro e estiver em qualquer estrada, cidade, vila, cidade, não importa, depois das 23h você tecnicamente estará cometendo um crime”, disse Cuomo. “Pode ser uma questão de vida ou morte, por isso a cautela é necessária.”

Proibições de circulação nos Estados de Connecticut, Massachusetts e Nova Jersey praticamente paralisaram as viagens na região, em meio a um branco quase total na paisagem.

DIA CATASTRÓFICO

Presos em casa, os moradores da região Nordeste se voltaram para as mídias sociais para dar vazão à sua frustração, adotando hashtags relacionadas com a tempestade como #blizzardof2015, #Snowmageddon2015 e #Snowpocalypse.

A sede da Organizaçõa das Nações Unidas (ONU) teve um dia de folga nesta terça-feira. Escolas da Costa Leste fecharam, inclusive em Nova York, que tem a maior rede pública de ensino do país, com 1 milhão de estudantes. Universidades, entre as quais Harvard e o Instituto de Tecnologia de Massachusetts, cancelaram as aulas.

As bolsas de valores informaram que esperam se manter em operação normal nesta terça-feira. A última vez que o mau tempo fechou os mercados de ações foi em outubro de 2012, quando o furacão Sandy atingiu a Costa Leste, causando inundações, ventos arrasadores e quedas de energia generalizadas.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below